Festival Portugal Jazz em Soure a 18 de Maio - Não Falte!!!

. sábado, 17 de março de 2007
  • Agregar a Technorati
  • Agregar a Del.icio.us
  • Agregar a DiggIt!
  • Agregar a Yahoo!
  • Agregar a Google
  • Agregar a Meneame
  • Agregar a Furl
  • Agregar a Reddit
  • Agregar a Magnolia
  • Agregar a Blinklist
  • Agregar a Blogmarks


O festival itinerante de jazz irá, este ano, ter uma componente didáctica; ontem apresentado, em Lisboa, está a conquistar adeptos por todo o país.
.
O Jazz ao Centro Clube (JAAC) apresentou ontem no Centro Cultural de Belém (CCB) o Festival Itinerante de Jazz, pensado para alcançar os 278 municípios do Continente. Iniciativa «arrojada» e de «coragem», tal como a descreveu Miguel Coelho, responsável do CCB, o festival pretende promover, divulgar e ensinar o jazz em Portugal.
.
O evento foi pensado em finais de 2006 e teve como linha orientadora um conjunto de motivações e objectivos, explicou Pedro Rocha Santos, director do projecto. Assim, a organização pretende chegar a todos os municípios do Continente, bem como orientar a iniciativa em duas vertentes distintas. Para além dos concertos de jazz, que terão lugar à noite, existirão ainda duas possibilidades para preencher as tardes: concertos didácticos e workshops.
.
Os concertos didácticos destinam-se ao ensino secundário e superior e serão preenchidos por uma parte tocada, complementada pela explicação falada de uma série de aspectos ligados ao jazz. No caso dos municípios com uma elevada taxa de músicos, estes concertos terão como alternativa a realização de workshops direccionados para esses profissionais.
.
O delegado regional da cultura do Centro, António Pedro Pita, destacou esta vertente da iniciativa, sublinhando que a «articulação entre o concerto, a actividade formativa e a divulgação da revista» de jazz, compõem o «triângulo que define a identidade do projecto».
.
Os custos da iniciativa alcançam um milhão de euros. No que diz respeito à participação dos municípios, o valor final é de 3.800 euros, preço que inclui a revista, o transporte e alojamento dos músicos, a divulgação do evento e os concertos da tarde e da noite. As câmaras podem ainda recorrer a patrocínios locais, tendo em vista a redução dos custos.
.
Confirmados estão já os municípios de Felgueiras, Soure, Ansião, Penela, Figueira da Foz, Montemor-o-Velho, Coimbra, Vizela, Almeirim e Penacova. São 70 as Câmaras já contactadas nos cerca de 15 mil quilómetros percorridos pelo JAAC, sendo que a receptividade tem sido «muito grande», salientou Pedro Rocha Santos.
.
A 5 de Maio o município de Felgueiras é o primeiro a receber a iniciativa, seguindo-se Soure a 18 do mesmo mês. Ansião será palco de jazz no dia 3 de Junho e Penela a 13 do mês seguinte. Os restantes não têm ainda data certa.
.
Para os municípios que optarem por cobrar a entrada no evento, a organização sugeriu um valor indicativo de cinco euros por pessoa, que compreende o concerto e a oferta da revista jazz.pt, única revista da especialidade em Portugal.
.
Saiba mais em http://www.jacc.pt - Apoie a cultura!
.
Texto retirado de: Diário de Coimbra