Marca Sicó ganha identidade regional

. domingo, 20 de maio de 2007
  • Agregar a Technorati
  • Agregar a Del.icio.us
  • Agregar a DiggIt!
  • Agregar a Yahoo!
  • Agregar a Google
  • Agregar a Meneame
  • Agregar a Furl
  • Agregar a Reddit
  • Agregar a Magnolia
  • Agregar a Blinklist
  • Agregar a Blogmarks


A ExpoSicó 2007, a montra dos produtos endógenos das Terras de Sicó, foi ontem inaugurada no Rabaçal, com a certeza de que os seis municípios que compõem a região continuarão unidos na promoção dos seus produtos e implementação da marca Sicó.
.
Volvidos 19 anos da criação da Associação de Municípios da Serra de Sicó (Adsicó), os seis municípios fundadores, Condeixa-a-Nova, Pombal, Alvaiázere, Penela, Ansião e Soure, mantêm grande união na prossecução do objectivo de promoverem a sua sub-região, mesmo lutando contra divisões administrativas adversas.
.
A certeza foi ontem dada pelo vice-presidente da Adsicó, Fernando Marques, durante a cerimónia de abertura da ExpoSicó, que este ano decorre no Rabaçal, concelho de Penela, integrando-se numa das iniciativas da associação, que é a criação de uma Rota da Romanização, que inclui, para além do Rabaçal, Conímbriga (Condeixa) e Santiago da Guarda (Ansião).O edil de Ansião congratulou-se pelo facto dos autarcas mais novos terem já «interpretado» a filosofia e objectivos dos fundadores da Adsicó, e pelo «grande empenho que as autarquias têm posto na associação.
.
Queixoso das dificuldades criadas pelas divisões administrativas do país, Fernando Marques garantiu que «continuamos a ser e seremos a sub-região das Terras de Sicó».
.
Como fez questão de explicar, a associação é composta por três concelhos do distrito de Leiria e outros três do distrito de Coimbra, questão que só por si sempre levantou alguns problemas.
.
Actualmente a situação é ainda mais difícil, uma vez que «este Governo tem a filosofia das NUT III», que faz com que os municípios das Terras de Sicó estejam espartilhados por três regiões administrativas diferentes, Pinhal Interior Norte, Pinhal Litoral e Baixo Mondego, obrigando a uma «dispersão na busca de financiamentos».
.
Contudo, todos os responsáveis são unânimes em referir que a região é rica em termos de produtos endógenos, património e paisagem, continuando o esforço de promoção, nomeadamente turística.
.
“Valores que nãose podem perder”
.
O anfitrião, Paulo Júlio, salientou todos estes aspectos a que somou «as gentes do Rabaçal, que representam as pessoas das Terras de Sicó». «Têm valores que não se podem perder», defendeu, afirmando acreditar que «seremos capazes de fazer a diferença e criar um território onde valerá a pena viver».
.
A ExpoSicó, onde estão representados os produtos endógenos de Sicó, como seja o Queijo do Rabaçal, os vinhos, cabrito e borrego, assim como o azeite e o mel, é, para o presidente da Região de Turismo do Centro, «uma iniciativa de reconhecido valor estratégico ao nível do turismo», sendo mais um passo «na afirmação na região, em primeira instância, e depois no país».
.
Pedro Machado lembrou que as previsões de crescimento do turismo são muito positivas, alertando os autarcas para estarem preparados. Neste sentido elogiou o trabalho que está a ser feito, referindo que «a marca Sicó está a dar passos para se afirmar». «Apenas precisa de notoriedade, porque as pessoas e os produtos já cá estão», garantiu.
.
A ExpoSicó 2007, que termina hoje, na ruas do Rabaçal, inclui a XIX Feira do Queijo Rabaçal, a IX Mostra de Vinhos “Terras de Sicó”, a VII Prova do Cabrito e Borrego de Sicó e a III Mostra do Azeite e Mel Serra de Sicó.
.
No âmbito da animação cultural e desportiva, cerca de uma centena de figurantes recriou, ontem à noite, um cortejo romano.
.
Hoje, realiza-se a Rota do Queijo Rabaçal, em carros antigos, com partida, pelas 10h30, de Ansião, assim como o IV Grande Prémio Terra de Sicó, em Ciclismo, ligando o castelo de Pombal ao Rabaçal.Às 11h30, tem lugar o VII Festival Nacional de Folclore do CSP do Rabaçal, realizando-se à tarde, pelas 15h00, o XIX Festival de Folclore Serra de Sicó.