RADIO POPULAR DE SOURE - 20 ANOS - NOVO SITE

. quinta-feira, 13 de setembro de 2007
  • Agregar a Technorati
  • Agregar a Del.icio.us
  • Agregar a DiggIt!
  • Agregar a Yahoo!
  • Agregar a Google
  • Agregar a Meneame
  • Agregar a Furl
  • Agregar a Reddit
  • Agregar a Magnolia
  • Agregar a Blinklist
  • Agregar a Blogmarks

BREVE HISTÓRIA DA RADIO POPULAR DE SOURE
.
A Rádio Popular do Concelho de Soure surgiu ainda no tempo da “pirataria” das rádios. Na altura, denominava-se “Rádio Saurium”, sendo ideia de um grupo de jovens que se dedicaram de corpo e alma a esta projecto.
.
O processo ficou mais fácil, uma vez que um deles percebia de electrotecnia, e dessa forma o primeiro emissor (actualmente peça de museu) foi concebido de forma artesanal. A aquisição de peças foi o mais difícil, uma vez que as mesmas eram na sua maioria adquiridas no estrangeiro, e por isso os jovens canalizavam algumas das suas mesadas para esse investimento. Em 1987, emitiu pela primeira vez, durante apenas algumas semanas, a partir de uma vivenda, situada no Bairro Vale da Forca (a caminho da estação da CP).
.
Posteriormente, os estúdios funcionaram num primeiro andar de um edifício da Rua Alexandre Herculano, passando depois para uma sala das instalações da Banda. Em 1989/90 chega o momento da legalização das rádios, um processo complexo e que contou com o apoio de várias pessoas e algumas instituições da sede do concelho.Depois de confirmada a atribuição de alvará de radiodifusão ao concelho de Soure, iniciou-se a construção dos estúdios, da agora denominada Rádio Popular do Concelho de Soure – Cooperativa de Responsabilidade Limitada, no rés-do-chão de um prédio da Rua Lino Galvão, tendo ali funcionado até ano 2000, juntamente com o Jornal “O Popular de Soure” que foi fundado em 1997, aproveitando-se alguns dos meios humanos e técnicos da rádio para o efeito. Mas, se as instalações se tornaram reduzidas, devido ao crescimento da estação emissora, com o surgimento do Jornal, a falta de espaço ainda era mais notória.
.
Os responsáveis da altura, começaram então a pensar outra solução, solicitando à Câmara Municipal de Soure a utilização a título gratuito, do primeiro andar do edifício onde funciona o Serviço Local de Segurança Social, no Largo Conde Ferreira, onde actualmente funcionam a Rádio e Jornal.A título de curiosidade, as instalações possuem um auditório/estúdio, com palco, excelentes condições acústicas e com capacidade para 80 pessoas. Das rádios existentes em Portugal, mesmo incluindo as estações nacionais, é considerado pelos técnicos de radiodifusão, como dos melhores auditórios. Para além de entrevistas a 80 convidados, por exemplo, através da utilização de microfones emissores, permitindo ainda a actuação de cantores a solo, grupos mais reduzidos, tocatas ou orquestras.Saliente-se que desde sempre, foi cumprido, o objecto da Cooperativa que consta nos estatutos, e que é “a emissão radiofónica de programas e publicidade por via hertziana, tendo como âmbito principal o concelho de Soure, contribuindo para a promoção e divulgação cultural e artísticas da população, para a informação de interesse regional e local e para a difusão do associativismo, cooperativismo e mutualismo, que apoiará”.
.
Nas duas décadas de existência, a Rádio Popular do Concelho de Soure, actualmente ouvida em todo o mundo, através da Internet, teve quatro presidentes de Direcção, concretamente, Armando Conde; Fernando Duarte Santos; Fernando Centeio e Fernando Dias (actual), sendo que estes dois últimos, acumularam as funções de directores do Jornal “O Popular de Soure.Não deixa de ser curioso o facto do actual presidente da Direcção, Fernando Dias, ser o único fundador que até aos dias de hoje, se manteve sempre directamente ligado ao projecto.A Rádio Popular de Soure orgulha-se de ter sido uma excelente escola para muitos jovens que, optaram pela comunicação social, e que hoje em dia, se desatacam em rádios nacionais, televisões e jornais.
.
Outros que não transitaram para esses meios de comunicação social de âmbito nacional, foi porque optaram por ficar em Soure, (por não quererem abandonar as suas raízes) ou então porque optaram por seguir outras profissões.A Rádio Popular de Soure é, e continua a ser cada vez mais, uma das mais “valiosas” instituições do Concelho de Soure, uma vez que une os sourenses em todo o mundo (em tempo real), através da sua emissão internacional.A Rádio Popular de Soure presta sem qualquer dúvida, um verdadeiro serviço público, embora não reconhecido oficialmente


.
PODE VISITAR O NOVO SITE EM:

www.radiosoure.com