C.M.S suporta défice das festas de São Mateus

. sábado, 5 de abril de 2008
  • Agregar a Technorati
  • Agregar a Del.icio.us
  • Agregar a DiggIt!
  • Agregar a Yahoo!
  • Agregar a Google
  • Agregar a Meneame
  • Agregar a Furl
  • Agregar a Reddit
  • Agregar a Magnolia
  • Agregar a Blinklist
  • Agregar a Blogmarks

A Câmara Municipal de Soure deliberou suportar o défice de pouco mais de 20.500 euros registados pela Associação Empresarial de Soure (AES) face à realização das tradicionais festas de São Mateus.
.
O assunto foi abordado na última reunião camarária tendo sido aprovada por unanimidade a atribuição daquela verba, depois da AES ter apresentado as respectivas conta. Um défice que, segundo a AES se deveu, essencialmente, à abolição de entradas pagas ao recinto das festas, como inicialmente estava previsto.
.
De recordar que a situação originou, no segundo dia das festas, uma revolta por parte de alguns feirantes. "Na verdade, os feirantes queriam fazer-se substituir à organização, decretando eles a permissão de entradas francas, quando a sua colocação nos espaços haviam sido devidamente informados que as entradas seriam onerosas", refere Carlos Mendes, presidente da AES. "A GNR ainda prestou o seu auxílio, ainda que muitíssimo limitado, dado o exíguo número de agentes ali em serviço, contrariamente ao que fora acordadeo e prometido inicialmente", acrescenta o empresário.
.
Um facto que acabaria por ser resolvido com a intervenção dos vereadores Santos Mota e Manuela Santos que acabariam por decidir abolir as entradas pagas"em benefício da paz social".
.
Na opinião do presidente da AES , "esta parte deve merecer uma cuidada e atempada reflexão conjunta, sendo certo que a nossa previsão orçamental então feita, no que toca às receitas, sofreu grave colapso negativo".
.
O presidente da C.M.S espera que durante o mês de Abril a AES se disponibilize para repetir a parceria na organização das festas anuais, iniciada pela primeira vez no ano transacto.
.
Para Carlos Mendes, "como sujeitos activos e principiantes, foi-nos agradável ouvir de várias origens rasgados elogioos, quer quanto à organização, quer quanto ao funcionamento das festas e FATACIS nos seus maus diversos aspectos, estando convictos que Soure saiu prestigiada por este evento, sendo os objectivos alcançados".
.
In Notícias do Centro