Ricardo Queirós rescinde com o Sourense

. domingo, 6 de abril de 2008
  • Agregar a Technorati
  • Agregar a Del.icio.us
  • Agregar a DiggIt!
  • Agregar a Yahoo!
  • Agregar a Google
  • Agregar a Meneame
  • Agregar a Furl
  • Agregar a Reddit
  • Agregar a Magnolia
  • Agregar a Blinklist
  • Agregar a Blogmarks

Ricardo Queirós, um dos mais influentes jogadores do plantel do Grupo Desportivo Sourense na actual época desportiva, rescindiu com o clube de Soure.

.
Segundo o jogador declarou ao Diário de Coimbra, em causa estão "quatro meses de salários em atraso, dois nesta época e mais dois da temporada passada, e falta de pagamentos de prémios de dois anos".
.
Nesta época, Ricardo Queirós apontou ao serviço do Sourense 11 golos. Impossibilitado de jogar esta época, Ricardo Queirós, de 28 anos, adianta que irá manter a forma física num ginásio e preparar-se mentalmente para outros desafios, não se vislumbrando por onde passará o seu futuro em termos de clube, mas uma coisa é certa: na nova temporada "quero voltar a jogar futebol", declarou ainda o jogador ao Diário de Coimbra.
.
Sousa Domingues, presidente do emblema de Soure confirmou que o clube recebeu efectivamente uma carta do atleta solicitando a rescisão do contrato, mas acerca dos ordenados em atraso que o mesmo alega, o dirigente disse que já falou com o jogador pessoalmente e disse-lhe que "é mentira", e ao nosso jornal também adiantou que tal situação não corresponde à verdade, porque "o que o Ricardo Queirós tem neste momento, (pagando-se esta semana como está previsto), é um mês e não quatro. Isso é falso, e no local certo o Ricardo Queirós vai ter que provar quanto é que o Sourense lhe deve", deixando claro no entanto, que o Sourense não está a pensar processar o atleta.
.
Sousa Domingues refere ainda que "é lamentável esta atitude, porque o Ricardo Queirós sabe que o Sourense sempre o tratou muito bem, nomeadamente à família, porque os pais que acompanham sempre o clube quer em casa quer fora, o Sourense teve o cuidado de lhes arranjar uns cartões como seccionistas, a pedido do jogador, para terem ingressos gratuitos nos estádios, notámos a presença dos seus pais. Se calhar o jogador está a ser levado por um caminho que nem os próprios pais concordam com aquilo que ele está a fazer"
.
In O POPULAR DE SOURE