Vamos beber água do Mondego

. sexta-feira, 9 de maio de 2008
  • Agregar a Technorati
  • Agregar a Del.icio.us
  • Agregar a DiggIt!
  • Agregar a Yahoo!
  • Agregar a Google
  • Agregar a Meneame
  • Agregar a Furl
  • Agregar a Reddit
  • Agregar a Magnolia
  • Agregar a Blinklist
  • Agregar a Blogmarks

Para já Condeixa, futuramente Soure!!!


É uma «obra de grande fôlego», no entender de Jorge Bento e vai permitir que todo concelho de Condeixa passe a ter água de grande qualidade. O projecto é da Águas do Mondego e deverá estar operacional em finais de 2009.
.
O Sistema Adutor da Boavista – sector Sul, vai ser apresentado amanhã pela empresa Águas do Mondego, numa cerimónia marcada para a Biblioteca de Condeixa. Trata-se de uma obra de 6,34 milhões de euros, co-financiada pelo Fundo de Coesão em 53 por cento, que vai permitir que todo o concelho de Condeixa seja abastecido com água do Mondego.
.
Em causa está um momento de grande significado para o concelho, uma vez que a entrada em funcionamento do sistema, que deverá acontecer no final do próximo ano, permitirá fornecer água de grande qualidade a todo o território de Condeixa.
.
Jorge Bento, presidente da edilidade sublinha isso mesmo, considerando que se está perante «um salto notável no serviço de abastecimento». E as razões são simples, uma vez que «Condeixa é um concelho com muita água, mas uma água extremamente “dura”, muito calcária», que provoca, em termos domésticos, um conjunto de problemas acrescidos, nomeadamente «no funcionamento dos electrodomésticos e um muito maior desgaste de todos os equipamentos». Para além disso, o autarca refere a «menor qualidade, em termos de sabor». Uma realidade “doméstica” a que se junta outra, mais complexa e com custos acrescidos, em termos da gestão pública deste serviço de abastecimento. «Maiores despesas no tratamento, avarias, reparações», sem que nunca se conseguisse, efectivamente, uma água “satisfatória”.Por isso mesmo, «este investimento que a Águas do Mondego está a começar a fazer é muito importante e representa um salto notável no serviço de abastecimento», sublinha Jorge Bento.
.
A obra, esclarece o edil socialista, foi consignada em Fevereiro e tem um prazo de execução de 540 dias, o que significa que, «tecnicamente estará concluída em Agosto, Setembro de 2009». «Estamos convencidos que em 2009 temos água do rio Mondego», refere ainda Jorge Bento.
.
“Grosso modo”, o projecto da Águas do Mondego envolve a construção de uma grande conduta adutora, que garante o transporte de água, desde a captação da Boavista, no Mondego, até dois reservatórios no concelho de Condeixa, nomeadamente em Alcabideque e Ega. É nestes dois locais que actualmente são feitas as captações e existem os reservatórios, que, a partir do momento em que esteja concluído o sistema adutor, passam a receber água do rio Mondego, sendo a distribuição feita através da rede de abastecimento já existente e que garante uma cobertura a 100 por cento do concelho.
.
De acordo com Jorge Bento, o dimensionamento da conduta já foi concebido tendo como horizonte a possibilidade de, no futuro, ser usada para abastecimento ao município de Soure, sem que seja necessário um reforço de obra.
.
«É uma obra de grande fôlego, que só é possível no âmbito de um sistema intermunicipal», sublinha Jorge Bento, esclarecendo que a obra «não é da câmara, mas da Águas do Mondego». A propósito, sublinha a «elevada capacidade técnica da empresa, que tem investimentos muito grandes em curso na região», permitindo levar água em qualidade e quantidade a concelhos que, de outra forma, não a teriam.
.
A cerimónia de apresentação do sistema adutor, que vai beneficiar directamente os 16.800 habitantes do concelho de Condeixa, está marcada para amanhã, às 10h00, na recém inaugurada Biblioteca Municipal, contando com a presença do presidente do conselho de administração da Águas do Mondego, S.A. e do presidente da autarquia de Condeixa.
.
In Diário de Coimbra