Cerca de duas centenas de crianças do concelho de Soure participaram ontem na campanha “Mortes na Estrada, Vamos Travar este Drama – Verão 2008”

. quinta-feira, 31 de julho de 2008
  • Agregar a Technorati
  • Agregar a Del.icio.us
  • Agregar a DiggIt!
  • Agregar a Yahoo!
  • Agregar a Google
  • Agregar a Meneame
  • Agregar a Furl
  • Agregar a Reddit
  • Agregar a Magnolia
  • Agregar a Blinklist
  • Agregar a Blogmarks

No âmbito da campanha “Mortes na Estrada, Vamos Travar este Drama – Verão 2008”, promovida pelo Governo Civil, em vários concelhos, que tem como objectivo reforçar a segurança nas estradas através da prevenção, cerca de 200 crianças participaram ontem, no Espaço 1111, em Soure, numa acção que contou com a participação da autarquia e do Grupo Territorial de Coimbra da GNR.
.
Durante todo o dia, miúdos dos seis aos 10 anos de idade, utentes de IPSS e ATL do concelho de Soure testaram, numa pista de trânsito, os seus conhecimentos das regras e sinais, ajudados por vários agentes policiais, uns de palmo e meio e outros a sério.
.
Não sendo uma novidade este tipo de iniciativas, a sua realização foi reforçada com a chegada do tempo de férias, altura em que, normalmente, o número de acidente sobe de forma significativa.O governador civil do distrito de Coimbra marcou presença e também experimentou a pista, tendo explicado aos jornalistas que se trata de uma acção que pretende sensibilizar as novas gerações, desde pequeninos.
.
As polícias «fazem prevenção nas estradas e nós estamos aqui a fazer prevenção das mentalidades dos mais novos», referiu Henrique Fernandes, salientando que, com as pistas de trânsito, as crianças «aprendem a sinalização e também a respeitá-la».
.
Como referiu o comandante do Grupo Territorial da GNR, tenente-coronel Dias Costa, «são estes jovens que chamam à atenção dos pais» quando reparam em comportamentos menos próprios na estrada».O representante do Governo defendeu ainda que «a estrada deve ser motivo de satisfação» e não de morte, frisando que, especialmente na altura das férias «é quando as pessoas devem ter mais atenção».Apontando como propósito não serem atingidos os 85 mortos registados em 2007 no distrito, Henrique Fernandes lembrou que é objectivo do Governo reduzir o número nacional de mais de 800 mortes anuais para cerca de 500, num curto prazo, recordando também que, nos últimos 20 anos a diminuição da sinistralidade desceu para cerca de um terço.
.
Ontem, em Soure, o presidente da autarquia mostrou-se satisfeito pela autarquia, «que também procuramos que seja nossa», explicando que a política municipal tem tido preocupação em «fomentar a educação para a segurança, em vários domínios», incluindo a vertente rodoviária.
.
João Gouveia salientou ainda que, apesar do investimento que a Câmara Municipal realiza em sinalização vertical, «este não faria sentido sem a componente da consciência», materializada nas acções de sensibilização.
.
In Diário de Coimbra