3 ANOS E O FIM

. sexta-feira, 14 de agosto de 2009
0 comentários


A 13 de Agosto de 2009 celebra-se o 3º aniversário do blogue!

Infelizmente será um sabor agridoce, uma vez que após o dia de festejos, o blogue ficará encerrado pelos motivos já indicados.

Agradeço uma vez mais a quem nos apoiou do início ao fim desta aventura!

ASSALTO À C.M.S

. sexta-feira, 24 de julho de 2009
1 comentários

Segundo informações, foi durante a noite passada assaltada diversas secções da Câmara Municipal de Soure, estando ainda a proceder-se a investigações e analises as diversas secções pelo núcleo da GNR de Soure e PJ de Coimbra, para levantamento do total do assalto e para assim se chegar aos assaltantes o mais depressa possível.Tentaremos dar mais oticias sobre este assunto.
In templários de Soure

Pombalinho na Internet

. segunda-feira, 6 de julho de 2009
0 comentários


Visite este novo sítio da internet.

www.pombalinho-soure.blogs.sapo.pt

Nuno Roquete é o novo treinador do sourense

. quinta-feira, 2 de julho de 2009
0 comentários

A equipa de Soure já recebeu a confirmação oficial que ficara na 3.ª Divisão em 2009/10

O Sourense tem vindo a arrumar a “casa” nos últimos tempos, no sentido de preparar da melhor forma a próxima temporada desportiva.
Nuno Raquete, técnico que no ano passado realizou um trabalho de qualidade ao serviço da Gandara, foi o escolhido para orientar o Sourense em 2009/10.

“ESPECTRO” DA DESCIDA ESTÁ DISSIPADO

A planificação da temporada 2009/10 tem vindo a ser agilizada nas últimas semanas, no intuito de se recuperar algum do tempo perdido com o “imbróglio” federativo, o qual chegou a colocar o Sourense na rota dos distritais. De facto, de acordo com o regulamento do Nacional da 3.ª Divisão “os oito clubes classificados do 7.º ou 14.º lugar da cada serie – A, B, C, D, E e F – da primeira fase, serão divididos dentro de cada serie, em duas sub - series de quatro clubes cada. Descem aos Distritais os dois últimos de cada grupo, mais os três piores segundos pontuados, de todas as sub – séries “. Ora, era este o ponto que “tramava” o Sourense, que chegou ao final no segundo posto da sub – serie DI.

Mas a “salvação” acabou por ter origem na “Pérola do Atlântico”. De facto, a decisão de criar uma serie Madeira – ao exemplo do que já acontece com os Açores – e que será composta por 12 formações, levou a que apenas o pior segundo de todos os agrupamentos fosse despromovido. Neste caso, foi o Elvas (sub – série EI) que ficou com a “fava”.

Alias, o Sourense já recebeu a confirmação oficial por parte da Federação Portuguesa de Futebol de que na próxima época estará a disputar novamente a 3.ª Divisão.

Créditos Jornal o Diário de Coimbra de 01/07/09

GASTRONOMIA SOURE 09

. sexta-feira, 26 de junho de 2009
0 comentários



"A festa, garante o vice-presidente da Câmara Municipal de Soure, é feita «à volta dos melhores paladares, da melhor cozinha do nosso concelho». Por isso, no Soure 09 – Artesanato, Gastronomia e Cultura, há, acima de tudo, uma grande variedade a nível gastronómico. Como é hábito, as juntas de freguesia do concelho voltam a marcar presença (são, de resto, as grande parceiras nesta organização da Câmara de Soure) e apresentam o que de melhor cada uma tem para oferecer. Sejam as enguias de Vila Nova de Anços, o javali de Tapéus, a chanfana de Brunhós ou o leitão de Vinha da Rainha. Tudo pratos que, recorda o presidente da autarquia, «têm a ver com a história» de cada uma das freguesias, para saborear nos fins-de-semana de 27 e 28 de Junho e 4 e 5 de Julho, no Parque da Várzea.

Os objectivos são os de sempre: «promover momentos de encontro festivo entre os munícipes e, para os que criaram o hábito de nos visitar, é a afirmação saudável da realidade concelhia», explicou o presidente da autarquia, João Gouveia, ontem, durante a sessão de apresentação do certame. Mais, destacou ainda o autarca, é um evento que tem permitido uma «parceria muito eficaz» com todas as juntas de freguesia do concelho, no fundo as grandes dinamizadoras, já que são elas as responsáveis pelas tasquinhas. Uma parceria, reafirmou, «afectiva, capaz, exigente e inovadora».

O vice-presidente, Santos Mota, destacou, por seu lado, a «motivação» com que todos encaram a realização de mais um Soure – Artesanato, Gastronomia e Cultura. «Mais uma vez irão estar as 12 freguesias, com pessoas motivadas e empenhadas em apresentar os melhores e mais tradicionais sabores da sua freguesia», explicou Santos Mota. Por outro lado, destacou, há ainda uma grande preocupação de «rigor e qualidade», salvaguardando «todos os requisitos em higiene e segurança alimentar». João Gouveia diz, de resto a este respeito, que uma visita da ASAE será bem-vinda, até porque «o à-vontade é total»... " In Diário de Coimbra


APAREÇA EM SOURE !!!

A FAMÍLIA SOURENSE NÃO PODE FALTAR À REUNIÃO NO PARQUE DA VÁRZEA!

Apresenta-se o melhor da gastronomia de Soure

. quinta-feira, 25 de junho de 2009
0 comentários

A festa, garante o vice-presidente da Câmara Municipal de Soure, é feita «à volta dos melhores paladares, da melhor cozinha do nosso concelho». Por isso, no Soure 09 – Artesanato, Gastronomia e Cultura, há, acima de tudo, uma grande variedade a nível gastronómico. Como é hábito, as juntas de freguesia do concelho voltam a marcar presença (são, de resto, as grande parceiras nesta organização da Câmara de Soure) e apresentam o que de melhor cada uma tem para oferecer. Sejam as enguias de Vila Nova de Anços, o javali de Tapéus, a chanfana de Brunhós ou o leitão de Vinha da Rainha. Tudo pratos que, recorda o presidente da autarquia, «têm a ver com a história» de cada uma das freguesias, para saborear nos fins-de-semana de 27 e 28 de Junho e 4 e 5 de Julho, no Parque da Várzea.

Os objectivos são os de sempre: «promover momentos de encontro festivo entre os munícipes e, para os que criaram o hábito de nos visitar, é a afirmação saudável da realidade concelhia», explicou o presidente da autarquia, João Gouveia, ontem, durante a sessão de apresentação do certame. Mais, destacou ainda o autarca, é um evento que tem permitido uma «parceria muito eficaz» com todas as juntas de freguesia do concelho, no fundo as grandes dinamizadoras, já que são elas as responsáveis pelas tasquinhas. Uma parceria, reafirmou, «afectiva, capaz, exigente e inovadora».

O vice-presidente, Santos Mota, destacou, por seu lado, a «motivação» com que todos encaram a realização de mais um Soure – Artesanato, Gastronomia e Cultura. «Mais uma vez irão estar as 12 freguesias, com pessoas motivadas e empenhadas em apresentar os melhores e mais tradicionais sabores da sua freguesia», explicou Santos Mota. Por outro lado, destacou, há ainda uma grande preocupação de «rigor e qualidade», salvaguardando «todos os requisitos em higiene e segurança alimentar». João Gouveia diz, de resto a este respeito, que uma visita da ASAE será bem-vinda, até porque «o à-vontade é total».

Ingredientes reunidos
No Parque da Várzea estarão instaladas as 12 freguesias, que apresentarão mais de meia centena de pratos diferentes, desde as sopas, ao prato principal, passando pelas sobremesas. «Queijo do Rabaçal com pão-de-ló de Soure é uma sobremesa divinal», exemplificou Santos Mota. Há também artesãos, «pessoas simples, mas motivadas e orgulhosamente a participar», estando a animação assegurada através da actuação dos grupos concelhios.

Prevista está também a realização de três workshops, no auditório da Biblioteca Municipal de Soure. O primeiro, às 16h00 do dia 27, é dedicado aos “Saberes e sabores do queijo do Rabaçal” e a sua dinamização estará a cargo de Cláudia Henriques, técnica da Terras de Sicó. A 4 de Julho, às 10h00, realiza-se o workshop “A cultura do vinho no contexto actual”, com os engenheiros agrícolas César Régio de Almeida e Maria Helena Marques, e o engenheiro agrónomo José Marques Santos. Também neste dia, mas às 15h00, realiza-se o workshop “Aromas e paladares do vinho”, com Carlos Graça, presidente da Associação de Viticultores de Terras de Sicó, Manuel Miranda, presidente da Associação de Escanções de Portugal, e Santos Mota, director da revista “O Escanção”.

E desta forma «estão todos os ingredientes na mesa para que o certame seja um êxito», considera o vice-presidente, confiante que os números atingidos na edição anterior – mais de nove mil refeições servidas, a que se somam os visitantes que assistiram apenas aos espectáculos – vão ser atingidos, superados até.

Freguesias repartidas
pelos dois fins-de-semana
27 e 28 de Junho
Gastronomia das freguesias de Brunhós, Degracias, Samuel, Soure, Tapéus e Vinha da Rainha.

4 e 5 de Julho
Gastronomia das freguesias de Alfarelos, Figueiró do Campo, Gesteira, Granja do Ulmeiro, Pombalinho e Vila Nova de Anços.

In Diário de Coimbra

SEGUNDA IDOSA MORRE NO MESMO POÇO

. quarta-feira, 24 de junho de 2009
0 comentários

Os Bombeiros de Soure retiraram ontem, pela segunda vez no espaço de cerca de uma semana e meia, uma mulher morta no mesmo poço, em Vila Nova de Anços, no concelho de Soure.

Quando os Bombeiros chegaram ou local já seria encontrada sem vida.

No exterior, o único vestígio da sua presença naquele local, junto ou poço, eram uns chinelos, que poderão indiciar que se terá atirado a água.

A vítima em questão tinha a idade de 69 anos e residia naquela localidade.

No dia 10 de Junho foi retirado do mesmo poço uma senhora com a idade de 80 anos da mesma localidade.

Ambas foram transportadas nos dias mencionados para o Gabinete de Medicina Legal da Figueira da Foz.

In Jornal Diário de Coimbra de 23 de Junho

Incêndios ocupam bombeiros desde a madrugada

. segunda-feira, 22 de junho de 2009
0 comentários

Os incêndios que deflagraram, ontem, na zona Centro, não deram descanso aos bombeiros.

O primeiro surgiu logo de madrugada, eram 6.00 horas, e consumiu cerca de 100 metros quadrados de pinhal e eucaliptal, no lugar de Tola, em S. Miguel, freguesia de Penela. O combate às chamas, de origem desconhecida, durou duas horas, disse, ao JN, uma fonte da corporação local.

O incêndio de Penela envolveu sete elementos, com duas viaturas. Mas aquele que deflagrou, perto das 15 horas, num eucaliptal de Quinta do Seminário, lugar de Vinha da Rainha, no concelho de Soure, obrigou a uma mobilização de meios bem superior: 37 bombeiros voluntários de Soure, Montemor-o-Velho, Pombal e Figueira da Foz, apoiados por mais de uma dezena de viaturas, incluindo dois meios aéreos, oriundos de Pombal e Cernache (Coimbra). Entrou em fase de rescaldo pouco depois das 16.30, informou fonte da corporação local.

Enquanto o incêndio de Soure era controlado, começava outro, numa área de eucaliptos e mato, no lugar de Lendiosa, em Casal Comba, freguesia da Mealhada. O alarme soou cinco minutos antes das 16.00 horas. Foi circunscrito por 30 bombeiros da Mealhada e de Pampilhosa do Botão, auxiliados por sete viaturas, segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Aveiro. As causas são desconhecidas.

In Jornal de Notícias
by CARINA FONSECA

Termas da Amieira

. domingo, 21 de junho de 2009
2 comentários

"Na última publicação do Jornal "O POPULAR DE SOURE" do passado dia 12 de Junho de 2009, trazia um artigo do qual lhe dei um realce de muito interessante para todos nós Sourense e não só.

"O RELANÇAMENTO DAS TERMAS DE AMIEIRA"

As termas poderão ser num futuro próximo, finalmente recuperadas e eventualmente poder voltar a ser um espaço muito frequentado, como já foi em tempos.
Num investimento que ira rondar os 60 mil euros.

A estimativa macro do investimento global, considerando o perfil, com vista a determinar um valor base de experiência, estimativa da area global, considerando as principais areas necessarias, tipo de assistencia, de bem - estar, dos serviços de suporte e apoio.

O prazo de execução maximo deste trabalho e de 12 semanas incluindo sábados, domingos e feriados.

Será que desta vez que a Câmara de Soure, conjuntamente com a Junta de Freguesia de Vinha da Rainha, vão finalmente colocar as termas da Amieira a funcionar.

Esta é uma das muitas perguntas que todos os Sourenses desejam saber do seu Presidente a resposta???????? "


In Templários de Soure

Mercado Solidário

.
0 comentários

Quanto vale uma galinha poedeira? Uma limpeza de pele, a medição da tensão arterial e tecido para uma saia. É assim no mercado solidário da Granja do Ulmeiro, uma aldeia vizinha de Soure, onde, em vez dos euros, os aldeãos trocam granjas, a moeda comunitária de papel colorido.

Dois quilos de batatas. Um molho de alhos. Um saco de milho de freira. "Tenho aqui muita coisa", exibe o senhor António, o único homem entre 40 mulheres. "Ora muito boa tarde!". Casaco roxo, calça branca, sapato roxo. É dona Piombina quem se faz anunciar. Traz uma abóbora debaixo do braço.

Chega agora Emília. Vem com um grande pano debruado a croché. "Sra. Emília, não vai haver granjas no mercado para pagar isto", brinca Andreia, a moça que coloca os rótulos nos artigos. Sábado à tarde. O relógio marca três horas. O mercado solidário está prestes a começar.


In Jornal de Negócios Online


Esquartejou e congelou corpo da mãe

.
0 comentários

Asfixiou a mãe com uma almofada, cortou-lhe o corpo com uma serra e congelou-o durante quase dez meses na arca frigorífica da casa onde os dois viviam, em Albergaria dos Doze, Pombal. Divergências familiares são o único motivo apontado para o comportamento de Abel Ribeiro, de 35 anos, já detido pela PJ de Coimbra.

Depois de ter estado emigrado em França e na Holanda, Abel regressou a Albergaria dos Doze há cerca de um ano e meio, tendo ido viver com a mãe, Maria Dias Leal, de 55 anos. Os desentendimentos entre os dois eram "constantes", segundo vizinhos, mas não foi no calor de mais uma discussão que Maria Leal foi assassinada. Abel Ribeiro terá planeado o crime. E concretizou-o numa manhã de Agosto de 2008, apesar de não conseguir agora apontar a data.

Logo pela manhã, pôs vários comprimidos para dormir numa bebida da mãe e passado algum tempo asfixiou-a usando uma almofada. A PJ está convicta de que terá ainda desferido várias pancadas na cabeça da vítima, mas só quando o corpo estiver completamente descongelado poderão ser analisadas as marcas na autópsia.

O autor do homicídio cortou depois o corpo da mãe pela zona das pernas, tendo utilizado uma serra, para conseguir colocá-lo em partes dentro da arca frigorífica. De seguida desfez-se de todos os objectos utilizados: deixou-os numa mata a dois quilómetros de casa, onde a PJ fez ontem buscas.

Sempre que alguém lhe perguntava pela mãe, respondia que estava "em França com o namorado". A chegada de familiares, há uma semana, desencadeou toda a investigação. O cadáver de Maria Dias Leal foi descoberto pela GNR na noite de terça-feira.

"DIZIA QUE ELA ESTAVA COM O NAMORADO"

Celeste Silva, amiga da vítima, tinha combinado ir com Maria Dias Leal à feira de São Mateus, a Soure, em Setembro do ano passado. Estranhou a ausência, mas acreditou na versão de Abel: "Dizia que ela estava em França com o namorado." O ex-marido de Maria Leal nunca acreditou na história, mas só há uma semana, com a chegada de familiares que a procuravam para falar sobre uma herança, "começaram a juntar tudo" e concluíram que "algo de estranho se passava". Celeste sabe agora que as queixas da vizinha faziam sentido. "Ela dizia que o filho era capaz de tudo."

PORMENORES

VÍTIMA ERA TAXISTA

Maria Dias Leal era taxista, mas desde que se separou, há cerca de cinco anos, terá deixado esta actividade.

DESEMPREGADO

O homicida confesso encontrava-se actualmente desempregado, mas trabalhou na construção civil. Esteve emigrado em França e na Holanda.

FILHA MENOR

Abel Ribeiro tem uma filha menor, fruto do seu casamento com uma mulher francesa. Segundo familiares, a criança encontra-se a viver com a mãe em França.

NOTAS

FILHO: INTERNADO EM FRANÇA

Abel Ribeiro afirmou às autoridades que esteve internado num hospital psiquiátrico em França, onde foi emigrante. As autoridades não têm a indicação de ter antecedentes criminais.

TRIBUNAL: PRESENTE HOJE A JUIZ

O homicida vai ser presente hoje à tarde ao juiz do Tribunal de Pombal, a fim de ser submetido a primeiro interrogatório judicial. O ‘CM’ apurou que assumiu o crime quando foi detido.

BENS: VENDIDOS NA ALDEIA

Vizinhos do homicida e da sua mãe estranharam quando o encontraram no largo da aldeia a vender a máquina de costura, uma panela de pressão, garrafas de gás e o órgão da mãe.

"AGRESSOR NÃO SENTE CULPA" (Vítor Amorim Rodrigues, Psiquiatra)

Correio da Manhã – O que pode motivar um crime destes?

– Os contornos desta história mostram que o agressor deverá sofrer de uma patologia grave da personalidade. É incapaz de ter sentimentos de culpa. São frequentes, nestes casos, ataques a familiares, vistos pelo psicopata como meros empecilhos.

– Há tratamentos médicos eficazes para estes casos?

– A experiência tem mostrado que, na idade adulta, quando a personalidade está cristalizada, é muito difícil haver resultados. Importa detectar os sinais da patologia que se manifestam desde a infância e agir o quanto antes.

FILHO CORTOU-LHE A CABEÇA

Dez dias depois de ter chegado à aldeia de Almaceda, Castelo Branco, João do Canto, 42 anos, chamou a PSP. Contou que tinha assassinado a mãe. Lucinda, 68 anos, foi morta à marretada, em casa, na Amadora, a 30 de Setembro de 2008. O filho cortou-lhe a cabeça e guardou-a no congelador. Levou o resto do corpo para o seu apartamento de Sintra e cobriu-o de espuma. A seguir partiu para Almaceda. Aguarda julgamento no Hospital-prisão de Caxias.

Paula Gonçalves / J.C.M.

Terras de Sicó agiliza apoio aos empresários

.
0 comentários

O IAPMEI (Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação), a Terras de Sicó – Associação de Desenvolvimento e a Agência DNA Cascais assinaram ontem um protocolo de colaboração com vista à implementação de um “Ecosistema Empreendedor”, abrangendo os municípios que integram a Terras de Sicó. Trata-se de um projecto que visa apoiar a criação de empresas e o espírito empreendedor.

O “Ecosistema Empreendedor” será concretizado com recurso a instrumentos do programa FINICIA, um mecanismo de apoio ao financiamento de novas empresas com recurso a financiamento bancário, garantia mútua e capital de risco. Para o presidente do IAPMEI, Luís Costa, esta iniciativa de associação entre entidades é um exemplo daquilo que o IAPMEI quer promover no âmbito do FINICIA. Ou seja, afirmou durante a cerimónia de assinatura do protocolo, «a inclusão de grupos de actores regionais e locais, como as associações de desenvolvimento local e as autarquias, no processo de apoio ao empreendedorismo». «Estas são as entidades que estão mais próximas dos empreendedores e que melhor os podem apoiar no terreno e o facto de se juntarem para o fazer acrescenta valor e eficácia à sua intervenção», afirmou ainda Luís Costa.

O “Ecossiostema Empreendedor” é um projecto lançado pela Agência DNA Cascais, criada pela Câmara Municipal de Cascais, com o objectivo de apoiar a criação de empresas e o espírito empreendedor, composto por escolas empreendedoras, concurso de ideias de negócio aberto à população, empreendedorismo social, ninhos de empresas, clínicas empresariais, Business Angels, apoio ao investimento e soluções de financiamento e capital de risco.

Em Cascais o projecto teve um grande êxito e o presidente da Terras de Sicó considera mesmo que este é «um modelo vencedor e com provas dadas». «A assinatura deste protocolo com o IAPMEI e a DNA Cascais é o primeiro passo para dotar a região de instrumentos e mecanismos de apoio aos empreendedores, que passam a usufruir do programa FINICIA», considerou Paulo Júlio.

Carlos Carreiras, presidente da DNA e vice-presidente da Câmara de Cascais, considerou, por sua vez, que a assinatura do protocolo é o reconhecimento da «utilidade e da eficácia do modelo do “Ecossistema Empreendedor”criado pela DNA, a ponto de justificar a sua réplica noutros municípios do país, potenciando a criação de novas empresas».

Os concelhos abrangidos - Alvaiázere, Ansião, Condeixa-a--Nova, Penela, Pombal e Soure – vão beneficiar da transferência de “know-how”por parte da DNA e da aplicação do programa FINICIA. O protocolo prevê ainda a possibilidade de, no futuro, o Ecossistema Empreendedor da Terras de Sicó vir a pertencer à rede DNA.

In Diário de Coimbra

INICIATIVAS EM SOURE

. quarta-feira, 10 de junho de 2009
0 comentários

SÁBADOS NA BIBLIOTECA

Dias 06, 20, 27 de Junho, 15h30m
A Câmara Municipal de Soure tem vindo a implementar um Programa Integrado de Promoção da Leitura, através da dinamização de múltiplas acções que têm sempre como ponto de partida o Livro e a sedução para o Prazer de Ler.

A Biblioteca Municipal passou a estar aberta aos Sábados, das 13h00 às 19h00, oferecendo novas possibilidades de fruição deste equipamento ainda a mais Munícipes.

No mês de ABRIL, convidam-se os pais a partilhar a LEITURA com os seus filhos e a participar com eles nas seguintes acções:

HORA DO CONTO – MANTA COM HISTÓRIAS

6 de Junho – MARLOW, L - Carlota Barbosa, a bruxa medrosa.Lisboa: Dinalivro, 2005

20 de Junho - HERAS, Chena - Avós. Lisboa: KalandraKa, 2003

27 de Junho - MCKEE - Elmer e o avô Eldo. Lisboa: Caminho, 2002


SESSÕES DE HISTÓRIAS PARA PAIS E FILHOS

13 de Junho – “Grandes Histórias... em livros pequenos”

. . . Sempre às 15h30m!

Não falte!

Ofereça este tempo ao seu filho!

________________________________________________________________________________


ARTE EM PONTO DE CONTAR

Diariamente... na Biblioteca Municipal
No âmbito do Programa Integrado de Promoção da Leitura, decorre diariamente na Biblioteca Municipal a Acção “ARTE EM PONTO DE CONTAR"

Participam nesta Acção as crianças da Educação Pré-Escolar e os alunos do 1º CEB do Concelho de Soure.

Em cada sessão, os alunos, educadores e professores são convidados a descobrir e a valorizar a Arte e o trabalho dos Artistas.

Esta acção complementa o trabalho realizado nas escolas, designadamente, nos Jardins de Infância, cujas crianças têm sido estimuladas para as diferentes linguagens artísticas na Pintura, bem como para as diferentes formas de "olhar".

Naturalmente, como em todas as sessões no âmbito deste Programa, há sempre uma História para contar a todos os participantes.

O LIVRO como fonte de descoberta, de prazer, de alegria, é sempre o grande protagonista!


________________________________________________________________________________


ARTESANATO, GASTRONOMIA E CULTURA

Este certame, organizado pela Câmara Municipal de Soure, em estreita parceria com as doze Freguesias do Concelho, realiza-se em dois fins-de-semana,habitualmente, o último de Junho e o primeiro de Julho, no Parque da Várzea, em Soure, um espaço privilegiado pela sua beleza natural.

O “prato forte” é, naturalmente, a gastronomia diversificada das doze Freguesias, complementada pelos trabalhos apresentados pelos artesãos concelhios e pela riqueza cultural dos Grupos de Folclore, Filarmónicas e Grupos Musicais que mantêm intensa actividade nas doze Freguesias do Concelho.

Café assaltado na Granja do Ulmeiro

. segunda-feira, 8 de junho de 2009
0 comentários

A operação era de combate à criminalidade e de prevenção da sinistralidade em geral, mas os militares do destacamento da GNR de Montemor acabaram por deixar a estrada para se deslocarem a Granja do Ulmeiro, no concelho de Soure, onde um estabelecimento comercial estava a ser assaltado. Aconteceu na noite de sábado para domingo e os presumíveis assaltantes foram identificados, depois da viatura, furtada, em que seguiam ter sido localizada em Coimbra.

Segundo fonte do destacamento da GNR, o assalto ocorreu durante a madrugada e os assaltantes, dois, talvez três, entraram no café localizado em Granja do Ulmeiro, através do arrombamento da porta, com recurso a um pé de cabra. O alarme soou, pelo que os assaltantes terão sido obrigados a sair rapidamente do estabelecimento e porem-se em fuga. Não sem antes levarem a caixa registadora e uma pequena verba proveniente do euromilhões.

A viatura, um Fiat Uno que, segundo a mesma fonte, tinha sido dado como furtado há alguns dias, foi identificada por populares, o que permitiu ao Pelotão de Intervenção, que participava também na acção de fiscalização, a sua localização e apreensão no Bairro do Ingote, em Coimbra, e a identificação de dois assaltantes. Segundo a GNR de Montemor, os indivíduos encontravam-se no exterior do carro e, apesar de terem consigo algum di-nheiro, não foi possível a sua detenção, visto não terem sido apanhados em flagrante delito. A viatura vai agora ser sujeita a inspecção judiciária, que poderá confirmar alguns indícios que permitam a detenção dos dois assaltantes, podendo, segundo a GNR, haver um terceiro elemento envolvido não identificado.

Antes, porém, os elementos do destacamento da GNR de Montemor, 15 ao todo, com a colaboração do recém-criado Pelotão de Intervenção e da Secção Cinotécnica, ambas forças do Destacamento de Intervenção de Coimbra, procediam a uma operação de combate à criminalidade em geral no concelho de Montemor-o-Velho, com particular incidência na zona de Arazede, que permitiu a detecção de três pessoas a conduzir sob o efeito do álcool – dois homens e uma mulher. Um dos homens foi detido na localidade de Bunhosa por ter uma taxa de álcool de 1,77. Foi ainda detido, também na Bunhosa, um indivíduo por conduzir um ciclomotor sem habilitação legal. As detenções ocorreram entre as 4h00 e as 5h00.

In Diário de Coimbra

EUROPEIAS 2009 - SOURE

.
0 comentários

Como é do conhecimento de todos os nossos visitantes, temos um local própria para a discussão de política de forma séria.

Esse local tem um regulamento, que diz o seguinte:





Regulamento do "Política Correcta"
.
Bem-vindo à secção "Política Correcta"!
.
Aqui existem temas sérios para pessoas sérias.
.
Queremos que este seja um espaço de liberdade responsável.
.
Para melhor utilização deste serviço, por favor respeite o nosso código de conduta:
.
Este espaço destina-se a debater todos os assuntos relacionados com a política. Trata-se de um espaço de livre opinião da exclusiva responsabilidade dos seus autores, pelos comentários inseridos.
A"Política Correcta" é exclusiva para utilizadores registados.
.
AS MENSAGENS SÃO PARA UTILIZADORES REGISTADOS E DEVEM SER DEVIDAMENTE IDENTIFICADAS COM O NOME DO AUTOR E A SUA LOCALIDADE.
  1. Esta secção é um espaço de debate onde deverá prevalecer sempre a cordialidade e o respeito. Toda a crítica é permitida e bem-vinda, mas nunca serão toleradas ofensas ou quaisquer comentários que desrespeitem ou critiquem a escolha partidária individual.
  2. Todas as opiniões são da exclusiva responsabilidade de quem as expressa.
  3. Não é permitido a propaganda ou conteúdos para fins comerciais, spams, calúnias, difamação, injúria ou violação das leis ordinárias ou da Constituição Portuguesa, e ou, divulgar pornografia e obscenidades.
  4. Não é permitido assumir a identidade de terceiros.
  5. O Administrador reserva-lhe o direito de publicar ou não, parcial ou totalmente, as mensagens.
  6. O Administrador/Moderador do "Política Correcta" reserva-se ao direito de eliminar deste espaço mensagens e utilizadores que utilizem linguagem imprópria, violem a lei ou em qualquer ponto desvirtuem a razão de ser e as regras de utilização deste espaço.
  7. A leitura ou participação nesta secção pressupõe que leu as presentes regras aceitando as recomendações de utilização nelas expressas.

OBJECTIVO:

Futuramente gostaríamos ver aqui colocadas as ideias das várias cores políticas e os projectos que têm para o nosso concelho.

O Blogue ficará à espera de receber as ideias via sourenses@aeiou.pt de acordo com o partido ou encontrar via World Wide Web uma fonte de ideias dos representantes dos partidos do nosso concelho.

Queremos que haja, de uma forma respeitável, uma ligação povo sourense/políticos sourenses.

PODE VERIFICAR E COMENTAR OS RESULTADOS DAS EUROPEIAS 2009 EM SOURE EM:

Entrevista

. quinta-feira, 4 de junho de 2009
0 comentários

"Foi publicado no passado dia 17 de Maio de 2009, no blogue Vila de Soure, uma entrevista dada pelo Sr. Director do Jornal Preto no Branco, Sr. Gil Alves, publicado neste concelho de Soure, mais concretamente na povoação da Gesteira onde e elaborado, por diversos colaboradores, que mensalmente o fazem e colocam na banca para distribuição gratuita.
Numa das suas respostas, referiu que se encontrava muito satisfeito com o jornalismo praticado neste concelho, tendo-se referido ou seu jornal e assim como o Popular de Soure, jornal e rádio, que os mesmos tem contribuindo para o desenvolvimento deste concelho.
Já a certa altura da sua entrevista se refere a seguinte pergunta: -
Considera que a profissão de jornalista é incómoda, principalmente para os políticos?
“Em altura de eleições, é muito complicado agradar a todos. Na política como no futebol, uns são do Porto, outros do Benfica, outros do Sporting… acho que respondi à sua pergunta, há que tentar ser isento. O Preto no Branco deve ter assinantes do PSD, do PS, da CDU, do CDS… sinceramente, não sei, e nunca quisemos saber a cor partidária ou clubista de cada um. Procuramos, agradar a todos, e isto só se consegue com uma palavra: isenção!”
Com esta entrevista dada pelo Sr. Gil Alves, Director do Jornal Preto no Branco, nos mostrou que este jornal se encontra num bom caminho e com a responsabilidade de ser um órgão sem vaidade, pois se dignou a colaborar com o blogue Vila de Soure, tendo respondido na hora ou pedido solicitado por aquele bloguista, não se podendo afirmar o mesmo do Popular de Soure que ate a este momento ainda não se dignou a responder.
Desde já o blogue OS TEMPLARIOS DE SOURE, deseja a todos uma óptima saúde para que o Preto no Branco não acabe como aconteceu com alguns periódicos que já surgiram neste concelho e que passado algum tempo morreram sem êxitos.

Créditos do blogue:Viladesoure."

In www.ostemplariosdesoure.blogspot.com

Pombal, Ansião e Soure registaram excesso de ozono

. segunda-feira, 1 de junho de 2009
0 comentários


A Comissão de Coordenação e de Desenvolvimento Regional do Centro informa que vários concelhos do Centro Litoral registaram concentrações de ozono acima dos 180 mg/m3 de ar.

Ansião, Pombal e Soure foram alguns dos concelhos da zona Centro Litoral que registaram ontem, domingo (31 de Maio) concentrações de ozono acima de 180 microgramas por metro cúbico de ar (mg/m3), segundo informou a Comissão de Coordenação e de Desenvolvimento Regional do Centro (CCDR-Centro).

Nos concelhos de Águeda, Anadia, Ansião, Batalha, Cantanhede, Coimbra (excepto as freguesias de Almedina, Santa Cruz, São Bartolomeu, Sé Nova, Eiras, Santa Clara, Santo António dos Olivais, São Martinho do Bispo) e Condeixa-a-Nova foram registados níveis de concentração de ozono superiores a 180 (mg/m3), definido como limiar de informação ao público para este poluente.

Uma situação também verificada nos concelhos de Leiria, Lousã, Marinha Grande, Mealhada, Mira, Miranda do Corvo, Montemor-o-Velho, Oliveira do Bairro, Penacova, Penela, Pombal, Porto de Mós, Sever do Vouga, Soure, Vagos, Vila Nova de Poiares, segundo um comunicado do CCDR-Centro, tutelado pelo Ministério do Ambiente, do Ordenamento do Território e Desenvolvimento Regional.

A estação de medição de Ervedeira, no concelho de Leiria, registou uma média de 194 microgramas por metro cúbico das 15:00 às 16:00, de 195 entre as 16:00 e as 17:00, de 186 entre as 17:00 e 18:00, e de 196 das 19:00 às 20:00, refere o mesmo documento.

As concentrações de ozono acima de 180 microgramas por metro cúbico de ar obrigam a uma informação ao público, já que a partir daquele limite pode provocar efeitos na saúde (mesmo em caso de exposição de curta duração), especialmente nos grupos mais sensíveis, lembra a Comissão de Coordenação e de Desenvolvimento Regional do Centro.

In Notícias do Centro

Soure oferece fim-de-semana cultural diferente a Coimbra

. quinta-feira, 28 de maio de 2009
0 comentários

Trata-se de “retribuir” um conjunto de visitas e espectáculos que a Orquestra Clássica do Centro tem vindo a realizar em Soure e, ao mesmo tempo, uma forma de dar a conhecer a forte dinâmica cultural daquele concelho. Falamos de um conjunto de iniciativas que vão decorrer este fim-de-semana no Pavilhão Centro de Portugal, a “casa” da Orquestra Clássica do Centro (OCC).

O convite foi feito pela Orquestra, no quadro de uma parceria com a autarquia de Soure que data de 2002, esclarece a vereadora da Cultura, sublinhando o agrado com que o município recebeu este desafio, encarando-o não apenas como uma «retribuição das várias visitas», mas também como uma forma de dar a conhecer ao público de Coimbra um pouco do muito que se faz em Soure ao nível cultural.

Ana Maria Treno fala com particular agrado do projecto que a OCC tem vindo a desenvolver naquele concelho, onde ainda no sábado passado, no âmbito da Semana do Livro e da Leitura, deu um concerto pedagógico. «Não se limitou a ser um concerto», explica a vereadora, sublinhando que, juntamente com os músicos profissionais da Orquestra actuaram os alunos do 1.o Ciclo que frequentam as Actividades de Enriquecimento Curricular na área da música. «Um momento único», no entender de Ana Maria Treno, uma vez que «é uma forma de seduzir os mais novos para a música», ao mesmo tempo que «se dá visibilidade a um trabalho que tem vindo a ser desenvolvido ao nível da AEC». Por outro lado, «os pais estavam lá» e isso é importante «porque também os sensibiliza para a música e para a importância de irem a concertos», diz.

Mas, além desta experiência recente, outras já se verificaram, nomeadamente com os músicos que integram as filarmónicas, uma vez que a presença da Orquestra é assídua no território de Soure. Uma proximidade que permitiu também, no entender da vereadora, que os responsáveis da Orquestra percebessem «que Soure é culturalmente um concelho muito rico», com um número acrescido e uma qualidade notória de colectividades.

Ana Maria Treno faz notar que em Soure existem cinco filarmónicas em actividade, 34 escolas de música, seis grupos de teatro e 13 ranchos folclóricos, para além de vários grupos corais e musicais, «todos com uma forte dinâmica, que a autarquia tem vindo a apoiar, estimulando a sua actividade». E os resultados disso são visíveis, no entender da vereadora, não apenas na «dificuldade em escolher os grupos para apresentar em Coimbra», mas também ao «nível cultural e social», refere, alertando para o impacto positivo que esta experiência representa na formação de muitas centenas de jovens, incutindo-lhes valores de cidadania.

Programa é uma amostra
do muito que se faz em Soure


O programa inclui, no sábado, a actuação da Banda de Soure, que vai apresentar um espectáculo de carácter instrumental, mas também com uma componente vocal, uma vez que, enfatiza Ana Maria Treno, a banda possui um tenor. Ainda para sábado, às 21h30, vai ser apresentado o espectáculo musical “O chapéu mágico”, pelo Grupo de Artes de Palco da Casa do Povo de Vila Nova de Anços. No domingo, pelas 15h00, o Pavilhão Centro de Portugal – que Emília Cabral Martins, presidente da direcção da OCO classifica como «a “Casa da Música” da cidade e da região» - recebe o Grupo Musical Gesteirense.


«São três espectáculos que constituem uma pequena amostra, diversificada, do que fazemos em Soure», refere Ana Maria Treno, que não enjeita a possibilidade de uma nova parceria com a Orquestra Clássica do Centro, no sentido de voltar a Coimbra para dar a conhecer um pouco mais da cultura de Soure.

Para além dos espectáculos musicais, esta “apresentação” que Soure traz a Coimbra inclui, ainda, uma exposição de fotografia, intitulada “Soure, um olhar sobre o concelho”, mostra que pretende dar a conhecer o património do concelho, nas vertentes natural e edificado, funcionando como um pequeno “cartão-de-visita”.

In Diário de Coimbra

Soure: Prevenção de incêndios

. segunda-feira, 25 de maio de 2009
0 comentários


Sensibilizar e prevenir são as palavras-chave para ajudar os proprietários a fazerem a limpeza dos terrenos florestais de forma segura e conscienciosa. Pelo respeito com um bem comum de todos que é a floresta, o Governo Civil de Coimbra promoveu em Soure uma sessão onde foram apontados os problemas e explicados os apoios existentes para uma plateia de autarcas e associações de produtores florestais.


In Rádio Clube

Receita: "Lombo de porco Soure"

. terça-feira, 19 de maio de 2009
0 comentários

Ingredientes:

½ Lombo de porco (cerca de 1 kg)
3 castanhas do Pará raladas
1 limão siciliano (raspas da casca e suco)
2 dentes de alho picados bem miúdos
2 colheres de sopa de vinho do Porto (pode ser vinho comum)
Azeite
Sal
Pimenta do reino

Preparo:

Tempere o lombo com sal e pimenta do reino.
Misture as raspas do limão, as castanhas do Pará raladas, o alho picado e azeite suficiente para formar uma pasta.
Coloque o suco do limão e deixa descansar por 15 minutos.
Espalhe a pasta por toda a superfície do lombo de forma uniforme
Coloque o vinho do porto e cubra com filme plástico e deixe descansando por 2 horas.
Frite o lombo com um pouco de azeite em uma panela grande, até ficar dourado.
Acrescente água quente aos poucos por meia hora, sempre colocando (não deixe secar o lombo).
Espere esfriar e fatie, sirva com o molho formado na panela.
E...

Bon apéttit!

Secretário de Estado elogia Terras de Sicó

.
0 comentários

Criada para dar apoio e formatar um conjunto de acções de comercialização e divulgação dos produtos da região, a marca Sicó é fruto da Sicogest, entidade constituída por accionistas maioritariamente por privados, como por exemplo, a caixa de Crédito Agrícola de Pombal e Ansião e a associação de desenvolvimento local Terras de Sicó.

Para o presidente da câmara de Soure, João Gouveia, “estes são os novos desafios que se colocam à região” e aproveitou a presença do secretário de Estado José Miguel Medeiros para se congratular com o financiamento com vista às novas acessibilidades “abrindo assim novas portas á região Terras de Sicó”.

A apresentação da marca Sicó foi um dos pontos altos da presente edição da Expo Sicó, evento realizado em Tapéus, Soure, e que vai de forma rotativa anualmente percorrendo concelhos que compõe as Terras de Sicó.

O autarca sourense referiu que com esta medida o actual Governo transformou um sonho de muitos e de há muito, numa realidade palpável a curto prazo.

Reportando-se à requalificação de vários troços rodoviários que atravessam a região, nomeadamente o IC3, IC8, e o novo nó de acesso ao IP1, obras anunciadas e que deverão arrancar em 2010.

Em ano de eleições Europeias, José Miguel Medeiros, referiu que isto é a Europa, sendo esta região, com o trabalho das Terras de Sicó, um exemplo dos milhões de euros comunitários investidos no desenvolvimento da região.

O secretário de Estado teceu rasgados elogios aos vintes anos das Terras de Sicó deixando o desafio de se manter a rotatividade pelos concelhos que integram a Terras de Sicó, a realização da Expo Sicó.

Aquele membro do governo defendeu “a realização de uma mostra de produtos na Expocentro em Pombal beneficiando da localização para atrair empresários do sector hoteleiro e turismo de todo o País”.

In Rádio Cardal-Pombal

Soure promove Semana do Livro e da Cultura

.
0 comentários


A 12ª Semana do Livro e da Cultura que decorre na vila de Soure encerra no Domingo com a recriação da Feira à Moda Antiga. Um evento que conta com a participação de ranchos, grupos de teatro e escolas

A 12ª Semana do Livro e da Cultura é inaugurada hoje em Soure, prolongando-se até domingo, 24 de Maio. Organizado pela Câmara Municipal, este evento é dirigido quer à população escolar do concelho, quer ao público em geral, “tendo em vista dar continuidade à linha de actuação da Autarquia no âmbito da criação de hábitos de leitura e uma clara aposta na sedução para o prazer de ler”, refere a vereadora Ana Maria Treno.

A autarca destaca, ainda, o facto de se tratar de uma iniciativa que procura, também, “promover a Educação para a Cidadania através da sensibilização para a adopção de atitudes socialmente responsáveis”. “Continua, ainda, a oferecer propostas culturais diversificadas, dirigidas a todos os grupos etários e a todas as sensibilidades e a envolver toda a comunidade do Concelho, reforçando, no plano Cultural e Educativo, a coesão Concelhia”, acrescenta.

Do programa deste ano, destaca-se a realização de uma Feira do Livro, a decorrer na Praça Miguel Bombarda, bem como Exposições, Teatro, Animação de Rua, Espectáculos Musicais, um Concerto Pedagógico pela Orquestra Clássica do Centro e diferentes acções no âmbito das Actividades de Enriquecimento Curricular e do Ano Internacional da Astronomia,

A culminar a Semana, os grupos de folclore e de teatro, as escolas e IPSS do Concelho vão recriar no Domingo, dia 24, a já tradicional Feira à Moda Antiga e, mais uma vez, o passado sairá à rua com os trajes, pregões, cores, cheiros e sabores de uma Feira dos finais do século XIX e início do século XX.

In Notícias do Centro

CONCURSOS

.
0 comentários


Auxiliares de Serviços Gerais e Nadador Salvador

O Município de Soure abriu Concurso para a Contratação de seis Postos de Trabalho de Assistente Operacional (Auxiliares de Serviços Gerais), e um Posto de Trabalho de Assistente Operacional (Nadador salvador).
Mais informações bem como o Formulário de Candidatura, podem ser solicitadas na Secção de Pessoal do Município ou através do telefone 239 506 550.

POCEDIMENTO CONCURSAL COMUM PARA A CONSTITUIÇÃO DA RELAÇÃO JURIDICA DE EMPREGO PUBLICO POR TEMPO DETERMINADO - CONTRATO A TERMO RESOLUTIVO CERTO -, DE SEIS POSTOS DE TRABALHO DE ASSISTENTE OPERACIONAL (AUXILIARES DE SERVIÇOS GERAIS)

1 - Em cumprimento do disposto na alínea c) do n.º 1 do artigo 19º da Portaria n.º 83-A/2009, de 22 de Janeiro, torna-se público que, por meu despacho de 04 de Maio de 2009, se encontra aberto procedimento concursal comum para a constituição da relação jurídica de emprego público por tempo determinado – contrato a termo resolutivo certo -, de seis Assistentes Operacionais (Auxiliares de Serviços Gerais) pelo período de três meses, para execução de tarefa ocasional, com vista à abertura balnear da Piscina Municipal ao Ar Livre – Município de Soure -, ao abrigo do disposto na alínea f), n.º 1, do artigo 93.º da Lei n.º 59/2008, de 11 de Setembro, conforme o estabelecido no mapa de pessoal aprovado.

2 - Habilitações Literárias exigidas – Escolaridade obrigatória em função da idade.
3 - Caracterização do posto de trabalho – Assegurar a limpeza das Piscinas Municipais e dos seus balneários; Controlo de entradas e saídas; Apoiar a segurança dos utentes e todas as funções auxiliares determinadas superiormente.

4 - As candidaturas deverão ser formalizadas mediante requerimento dirigido ao Presidente da Câmara Municipal, devidamente datado e assinado, podendo ser entregues pessoalmente na Secção de Pessoal, ou remetido pelo correio, sob registo e com aviso de recepção, para a Câmara Municipal de Soure ou por correio electrónico cujo endereço é: rec-humanos@cm-soure.pt, até ao termo do prazo fixado. Na candidatura devem constar, obrigatoriamente, os seguintes elementos: Identificação completa do candidato (nome, filiação, naturalidade, nacionalidade, estado civil, data do nascimento, número e data do bilhete de identidade e serviço de identificação que o emitiu, número de contribuinte, residência completa, telefone);
4.1 – A apresentação da candidatura em suporte papel ou por via electrónica, deverá ser acompanhada, sob pena de exclusão, de fotocópia legível do certificado de Habilitações Literárias, fotocópia do Bilhete de Identidade ou Cartão de Cidadão, fotocópia do Cartão de Contribuinte e curriculum vitae devidamente assinado a datado.
5 – O aviso referente a este concurso foi publicado na II Série do Diário da República, nº 92, de 13 de Maio de 2009, sendo o prazo de candidaturas de 10 dias úteis, contados a partir da data da publicação do referido aviso

Paços do Município de Soure, 13 de Maio de 2008

O Vice-Presidente,*

(Santos Mota)

* Com competências delegadas, por despacho do Exmo. Senhor Presidente da Câmara, de 04-11-2005


POCEDIMENTO CONCURSAL COMUM PARA A CONSTITUIÇÃO DA RELAÇÃO JURIDICA DE EMPREGO PUBLICO POR TEMPO DETERMINADO - CONTRATO A TERMO RESOLUTIVO CERTO -, DE UM POSTO DE TRABALHO DE ASSISTENTE OPERACIONAL (NADADOR SALVADOR)

1 - Em cumprimento do disposto na alínea c) do n.º 1 do artigo 19º da Portaria n.º 83-A/2009, de 22 de Janeiro, torna-se público que, por meu despacho de 04 de Maio de 2009, se encontra aberto procedimento concursal comum para a constituição da relação jurídica de emprego público por tempo determinado – contrato a termo resolutivo certo -, de um Assistente Operacional (Nadador-Salvador) pelo período de três meses, para execução de tarefa ocasional, com vista à abertura balnear da Piscina Municipal ao Ar Livre – Município de Soure -, ao abrigo do disposto na alínea f), n.º 1, do artigo 93.º da Lei n.º 59/2008, de 11 de Setembro, conforme o estabelecido no mapa de pessoal aprovado.

2 - Habilitações Literárias exigidas – Escolaridade obrigatória em função da idade e curso de Nadador-Salvador.
3 - Caracterização do posto de trabalho – Prestar socorro a pessoas em dificuldades ou em risco de se afogarem; Administrar os primeiros cuidados, quando necessários e todas as funções auxiliares determinadas superiormente.

4 - As candidaturas deverão ser formalizadas mediante requerimento dirigido ao Presidente da Câmara Municipal, devidamente datado e assinado, podendo ser entregues pessoalmente na Secção de Pessoal, ou remetido pelo correio, sob registo e com aviso de recepção, para a Câmara Municipal de Soure ou por correio electrónico cujo endereço é: rec-humanos@cm-soure.pt, até ao termo do prazo fixado. Na candidatura devem constar, obrigatoriamente, os seguintes elementos: Identificação completa do candidato (nome, filiação, naturalidade, nacionalidade, estado civil, data do nascimento, número e data do bilhete de identidade e serviço de identificação que o emitiu, número de contribuinte, residência completa, telefone);
4.1 – A apresentação da candidatura em suporte papel ou por via electrónica, deverá ser acompanhada, sob pena de exclusão, de fotocópia legível do certificado de Habilitações Literárias, fotocópia do Bilhete de Identidade ou Cartão de Cidadão, fotocópia do Cartão de Contribuinte e curriculum vitae devidamente assinado a datado, assim como documento comprovativo da formação referida no n.º 2 do presente aviso.
5 – O aviso referente a este concurso foi publicado na II Série do Diário da República, nº 92, de 13 de Maio de 2009, sendo o prazo de candidaturas de 10 dias úteis, contados a partir da data da publicação do referido aviso

Paços do Município de Soure, 13 de Maio de 2008

O Vice-Presidente,*

(Santos Mota)

* Com competências delegadas, por despacho do Exmo. Senhor Presidente da Câmara, de 04-11-2005

In cm-soure.pt

Município de Soure atribui medalha de mérito a João Vicente

. segunda-feira, 18 de maio de 2009
0 comentários


O jovem João Vicente foi distinguido pela Câmara de Soure com a Medalha de Mérito Municipal, como forma de "justamente, estimular e homenagear a sua muito louvável prestação desportiva" no xadrez

O jovem João Vasco Vicente, membro activo do Clube de Xadrez do Instituto Pedro Hispano (Alfarelos) vai ser distinguido pelo Município de Soure ao receber a Medalha de Mérito Municipal. A atribuição da medalha surge “como forma de, justamente, estimular e homenagear a sua muito louvável prestação desportiva”, refere a proposta apresentada pela Vereadora Ana Maria Treno.

No entender do executivo municipal, João Vicente “tem contribuido para levar o nome de Soure a todo o país e além fronteiras, através da obtenção de títulos que não só honram este jovem praticante de xadrez, como também o Concelho de Soure e o nosso País”.

Do currículo do jovem constam os títulos de Campeão Nacional (Sub-14); Campeão Distrital de Coimbra (Sub-10 e Sub-12); Campeão Distrital do Porto (Sub-14); Campeão no Escalão de Sub-12 no Nacional Absoluto de Semi-Rápidas; Vencedor do Transfronteiriço Portugal/Espanha (Sub-10); Vencedor do Peão de Ouro – Espanha (Sub-12); Campeão Distrital Escolar de Coimbra (Sub-10, Sub-12 e Sub-14); Campeão Regional Escolar do Centro (Sub-10, Sub-12 e Sub-14); Vencedor dos Torneios Escolares de Granja do Ulmeiro, Coimbra, Cernache, Alcobaça, Benedita, S. Martinho do Porto e Marinha Grande; Vencedor do Internacional de Guimarães (Sub-12); Vencedor do Internacional de Coimbra (Sub-12); Vencedor do Internacional de Tomar (Sub-12); Vencedor do Internacional de Peniche (Sub-10); Vencedor do Torneio Jovem de Faro; Vencedor do Torneio Jovem do Sardoal – Abrantes; e Vencedor, no seu Escalão, de vários Torneios de Semi-Rápidas (Vila Pouca de Aguiar, Santo Tirso, Estarreja, Aveiro, Oliveira de Azeméis, Porto, Coimbra, Figueira da Foz, Soure, Benedita, Aljubarrota, Torres Novas).
Entretanto, a Câmara Municipal de Soure deliberou, por unanimidade, apoiar com 1.400 euros a participação de João Vicente no Campeonato da União Europeia. Por sua vez, o jovem xadrezista irá participar no Campeonato Europeu, através de patrocínios, enquanto que a Federação Portuguesa de Xadrez suportará os custos inerentes com a sua participação no Campeonato Mundial.


In Notícias do Centro

Marca “Sicó” dá economia de escala à sub-região

. domingo, 17 de maio de 2009
0 comentários

Ontem em Soure
.
A marca “Sicó” foi ontem apresentada, na Biblioteca Municipal de Soure, como um desígnio de uma sub-região em que os seis municípios (Alvaiázere, Ansião, Condeixa, Penela, Pombal e Soure) já levam mais de duas décadas de entendimentos mútuos, seja na formação profissional, como na promoção dos produtos endógenos e turísticos, sendo vários os exemplos de iniciativas desenvolvidas para o efeito.
.
Agora, através da empresa SicóGest, em que participam as autarquias, através da Terras de Sicó, assim como a Caixa Agrícola de Pombal e de Ansião, pretende-se reunir todo o trabalho já realizado sob a mesma marca, atraindo para o processo os agentes económicos.
.
Trata-se, segundo Paulo Júlio, autarca de Penela e actual presidente da Terras de Sicó, de «um chapéu» a todas as iniciativas dispersas desenvolvidas e criadas ao longo dos anos, possibilitando a geração de escala nos mais diversos domínios de actividade.
.
Desenvolvido pela empresa Emptor, o modelo da marca “Sicó” assenta na adesão dos produtores e outros prestadores de serviços, criando uma economia de escala que possibilitará uma mais fácil colocação dos produtos no mercado, abrangendo todo o território nacional, através da criação de uma rede de lojas e “corners” em hipermercados, que poderão vir a ser franchisados quando alcançada a viabilidade económica.
.
Um dos aliciantes para os parceiros será a promoção dos seus produtos através da estratégia que vier a ser adoptada pela marca, sendo que também podem contar com uma mais equitativa distribuição dos rendimentos, tendo em conta a promessa de transparência de preços preconizada por um projecto que se baseia na filosofia do comércio justo.
.
Paulo Júlio avisou que «o desafio começa agora», explicando que esta é uma ideia surgida há alguns anos e que só agora houve decisão de desenvolver o conceito. «Pessoas da SicóGest têm agora um grande desafio, que é implementar esta ideia no terreno», disse, deixando a noção de que «temos que olhar para isto num contexto global da região centro».
.
Mostrou-se também confiante que, «trabalhando em rede e com melhor escala, haverá sempre resultados», partilhando a ideia de que «é óbvio que acreditamos no território que gerimos e se, tecnicamente, as coisas têm resultado, é porque há potencial».
.
Mais do que uma ideia meramente comercial, a marca “Sicó” que, sob o signo “Um território, uma Marca”, pretende conjugar o escoamento da produção e os aspectos comerciais com a divulgação da própria região e de tudo o que a torna única.
.
O produto mais conhecido é o queijo do Rabaçal, mas a Serra de Sicó é rica em muitos outros, como o mel, o vinho, azeite e o próprio chícharo, entre outros, sendo inovadora a ideia de também abranger pelo conceito a restauração, hotelaria, actividades de lazer e comércio local.
.
In Diário de Coimbra
by José Carlos Salgueiro

CURIOSIDADES....

. quinta-feira, 14 de maio de 2009
3 comentários

Quem chega ao Concelho de Soure, não se perde com falta de informação como em algumas zonas neste país...


COMENTE...

Workshop de análise sensorial de queijo rabaçal

.
0 comentários

Integrado no programa da XXI Feira do Queijo Rabaçal, a realizar nos dias 16 e 17 de Maio, em Tapéus, concelho de Soure, a Terras de Sicó promove um Workshop de Análise Sensorial de Queijo Rabaçal DOP.

Através deste workshop pretende-se dar a conhecer o queijo e saber o que o distingue dos restantes, particularmente daqueles que se assemelham no aspecto, forma e tamanho, mas que de aroma e sabor não têm nenhuma semelhança.

Esta acção é dirigida ao público em geral, mas aberta a técnicos e agentes cuja actividade se insira nesta abordagem aos produtos endógenos.

O workshop decorrerá no sábado, pelas 15h30, na Várzea em Soure.


In Rádio Cardal

Sónia Vidal quer Soure a competir com os concelhos vizinhos

.
0 comentários


O PSD candidata Sónia Vidal à Câmara Municipal de Soure. A social-democrata acusa o actual executivo de falta de ambição e de se contentar com pouco. Daí que queira pôr Soure a competir com a região



A candidata do Partido Social Democrata (PSD), Sónia Vidal, quer “criar uma estratégia, um rumo, que prepare o concelho de Soure para acompanhar e competir com os concelhos vizinhos”. Durante a sessão pública de apresentação da sua candidatura à Câmara Municipal, aquela professora de Geografia considera que “Soure não pode continuar a afastar-se, em termos de desenvolvimento, de todos os concelhos que nos rodeiam nem continuar a ser um concelho adiado ou parado no tempo”.

Para Sónia Vidal, de 37 anos de idade, Soure “tem sido uma terra a que não se tem sabido incutir desafios mobilizadores”, tendo-se “ficado sempre pelas meias tintas e pela pequena ambição”. Referindo que a liderança autárquica “se contenta com pouco” a social-democrata disse que Soure “tem sido uma terra que tem vivido de promessas não cumpridas mas repetidas até à exaustão”.

Segundo a candidata que pretende recuperar para o PSD o poder autárquico – que há quatro anos o perdeu para o PS face à mudança de partido de João Gouveia - “é preciso falar verdade e é preciso que todos os sourenses saibam que o faz-de-conta e a rotina do 'pequeno favor e dos grandes agradecimentos' constituem um nevoeiro político que vem abafando as consciências e a liberdade de muitos dos nossos concidadãos”.

Promover incentivos capazes de atrair o investimento privado, dar condições para que os jovens se fixem no concelho, desenvolver políticas para a terceira idade, aproveitar as potencialidades turísticas e dar uma especial atenção às questões do urbanismo, foram algumas das ideias que a candidata anunciou e que farão parte do seu projecto autárquico que irá dar prioridade à saúde, educação e desenvolvimento económico.

Já a terminar a sua intervenção, Sónia Vidal apelou à participação de todos - “homens, mulheres e jovens” - para que acreditem na mudança. “Peço-lhes que resistam, que lutem, que não se deixem vencer pelas adversidades e que digam presente ao chamamento que o futuro lhes faz”, disse, acrescentando que a sua candidatura “não é de facção, de grupo ou de interesses”.

Em termos de conclusão, a candidata garantiu que não se pautará por uma “visão egocêntrica da vida pública, que um dia me possa alhear ou me afastar daquilo que pensam os meus concidadãos”. “Sou uma pessoa normal, com os mesmos problemas de todos vós, as mesmas preocupações de todos vós e, certamente, com os mesmos sonhos e anseios de todos vós”, disse.

Antes, o presidente da Secção local do PSD, referiu que “num ritmo de crescimento mais baixo, Soure é hoje um concelho com menor capacidade de inovação e desenvolvimento”, acrescentando que “o fraco empenho demonstrado na governação deste concelho colocou-nos numa posição sem sucesso, sem opções modernizadoras e que regista maior atraso que muitos concelhos de interior”.

Vítor Espírito Santo mostrou-se esperançado que “ainda é possível inverter esta situação e que com trabalho sério possamos dar um contributo importante ao nosso concelho, com determinação, com vontade de fazer diferente”.

Já para o líder distrital do partido, a noite de 12 de Maio inicia uma “nova história em Soure”, nomeadamente pelo facto do PSD apresentar como candidata à Câmara Municipal uma mulher. “É algo novo que vem refrescar e dar um ar novo à política de Soure”, disse Pedro Machado.

Antes, Pedro Machado, que se fez acompanhar por Paulo Barbosa de Melo, que integra a lista candidata às eleições Europeias, prestou uma “devida homenagem” aos militantes do PSD de Soure “por terem capacidade de resistir” e um “reconhecimento público” a todos os autarcas eleitos pelo partido “pela coragem que demonstraram”.

In Notícias do Centro

Em Diário da República...

.
0 comentários


Aqui vamos apresentar todas as notícias que possam sair do Diário da República, tudo isto para uma melhor informação do povo sourense e para que em alguns dos casos até possam concorrer aos concursos ali publicados.

12ª SEMANA DO LIVRO E DA CULTURA

. quarta-feira, 13 de maio de 2009
0 comentários

De 18 a 24 de Maio de 2009

A Câmara Municipal de Soure aprovou, na sua reunião de 17 de Abril de 2009, o Programa da 12ª SEMANA DO LIVRO E DA CULTURA.

Organizado pela Autarquia, este evento é dirigido quer à população escolar do Concelho, do ensino pré-escolar ao ensino secundário, quer ao público em geral, tendo em vista dar continuidade à linha de actuação da Autarquia no âmbito da criação de hábitos de leitura e uma clara aposta na sedução para o prazer de ler.

Note-se que esta é uma iniciativa que procura, também, promover a Educação para a Cidadania através da sensibilização para a adopção de atitudes socialmente responsáveis.

Continua, ainda, a oferecer propostas culturais diversificadas, dirigidas a todos os grupos etários e a todas as sensibilidades e a envolver toda a comunidade do Concelho, reforçando, no plano Cultural e Educativo, a coesão Concelhia.

Do Programa deste ano, destaca-se a realização de uma FEIRA DO LIVRO, a decorrer na Praça Miguel Bombarda, bem como EXPOSIÇÕES, TEATRO, ANIMAÇÃO DE RUA, ESPECTÁCULOS MUSICAIS, um CONCERTO PEDAGÓGICO pela Orquestra Clássica do Centro e diferentes acções no âmbito das Actividades de Enriquecimento Curricular e do Ano Internacional da Astronomia,

A culminar esta Semana, os Grupos de Folclore e de Teatro, as Escolas e IPSS do Concelho vão recriar no Domingo, dia 24, a já tradicional FEIRA À MODA ANTIGA e, mais uma vez, o passado sairá à rua com os trajes, pregões, cores, cheiros e sabores de uma Feira dos finais do século XIX e início do século XX.

EXPOSICÓ 2009 - XXIª FEIRA DO QUEIJO RABAÇAL

.
0 comentários


Nos dias 16 e 17 de Maio, em Tapéus, realizar-se a XXI Feira do Queijo Rabaçal, XI Mostra do Vinho Terras de Sicó e V Mostra de Azeite e Mel Serra de Sicó. Venha partilhar em ambiente de festa com as nossas gentes estes sabores autênticos. O programa deste ano, para além do certame propriamente dito, oferece uma visita pela flora de Sicó, uma jornada técnica para aprender a apreciar o queijo Rabaçal e terá o lançamento público da marca «SICÓ», um novo desafio para o território. Na animação e para os mais jovens, é novidade no Sábado à noite o I Encontro de Grupos Musicais das Terras de Sicó, junto ao castelo de Soure e, no Domingo, em Tapéus, regressa a animação com o tradicional festival de folclore no espaço do certame. A Terras de Sicó merece a sua visita.
Trata-se de co-organização da Terras de Sicó - Associação de Desenvolvimento, da Cãmara Municipal de Soure e da Junta de Freguesia de Tapéus.


PROGRAMA

SÁBADO, 16 de MAIO 2009

9:30 horas – «Flora de Sicó … naturalmente». Passeio pela flora de Sicó com a temática «a Erva de Santa Maria e o Queijo Rabaçal».
(Inscrições limitadas – www.terrasdesico.pt )

15:00 horas – Workshop de análise sensorial do queijo Rabaçal – DOP
(Inscrições limitadas – www.terrasdesico.pt )

17:30 horas – Apresentação pública do projecto «MARCA SICÓ»
(Biblioteca Municipal de Soure)

20:00 horas – Jantar vínico e entrega de prémios do Concurso de Vinhos “Terras de Sicó”

21:30 horas – I Encontro de Grupos Musicais das Terras de Sicó
(Espaço Finisterra junto ao Castelo de Soure)

«Duo Musical Bruno Matias»
«Bandzai»
«Decibel Zero»
«Cantar d´Amigos da Silveirinha Grande e Claras»
«Rockluso»

DOMINGO, 17 de MAIO 2009

EXPOSICÓ 2009 (TAPÉUS - SOURE)

08:00 horas: Recepção aos Expositores

11:15 horas: Recepção às Entidades Oficiais

11:30 horas: Largada de pombos pela Secção Columbófila da Casa do Povo de Soure
- Sessão Solene de Abertura da XXI Feira do Queijo Rabaçal - EXPOSICÓ 2009

12:30 horas: Visita Oficial aos Expositores

15:00 horas: XXI Festival de Folclore da Serra de Sicó

Rancho Folclórico da Freguesia de Pussos – ALVAIÁZERE
Rancho Infantil Serras de Ansião - ANSIÃO
Rancho Folclórico da Casa do Povo de Condeixa – CONDEIXA-A-NOVA
Rancho Folclórico do Centro Social Polivalente do Rabaçal - PENELA
Rancho Folclórico da Redinha - POMBAL
Rancho Folclórico da Freguesia de Tapéus - SOURE

Sónia Vidal quer acabar com “nevoeiro político”

.
0 comentários

O Partido Social Democrata (PSD) apresentou ontem à noite, oficialmente, Sónia Vidal como candidata à Câmara Municipal de Soure. Como o Diário de Coimbra noticiou a semana passada, a professora de 37 anos aceitou o desafio de tentar “roubar” a autarquia a João Gouveia.

O «sentido de responsabilidade perante o concelho» empurrou Sónia Vidal para a corrida por uma «terra que se tem ficado pelas meias tintas e pela pequena ambição» e que «tem vivido de promessas não cumpridas e repetidas até à exaustão». A candidata promete combater «o faz de conta e a rotina do pequeno favor e dos grandes agradecimentos» que, acusa, «constituem um nevoeiro político que vem abafando consciências e liberdades».

O líder da concelhia do PSD em Soure, Victor Espírito Santo, que apresentou Sónia Vidal, considerou que ali «há ainda muito para fazer para retirar a localidade de uma posição sem sucesso». Para isso, acredita que a escolha ontem tornada pública é a «mais correcta e séria».

Para que Soure deixe de ser um concelho «adiado ou parado no tempo», a social-democrata apresentou algumas propostas para o desenvolvimento da localidade, que assentam em três vertentes: saúde, educação e desenvolvimento económico. Sónia Vidal quer atrair o investimento privado e explorar as potencialidades turísticas da terra. Ao mesmo tempo, pretende dar condições aos jovens, «para que se sintam bem no concelho e optem por se fixar cá». No programa, estão ainda previstas «uma atenção especial às questões do urbanismo», a aposta nas actividades lúdico-desportivas para os mais novos, e há ainda espaço para desenvolver políticas para a terceira idade, «através de programas de formação e ocupação que permitam um envelhecimento activo».

Casada e mãe de dois filhos, a candidata laranja, que se formou na Universidade de Coimbra em Geografia e é actualmente professora em Leiria, quis deixar uma palavra de agradecimento à família «pelo estímulo e força». Militante do PSD há vários anos, mas habituada a «fazer política de forma mais discreta», disse saber «quão difícil é a uma mulher, uma mãe, poder dedicar-se a uma actividade política que a afaste de muitas das suas ocupações profissionais e familiares».

A proposta de uma mulher à autarquia foi, aliás, um dos pontos que o presidente da Comissão Política Distrital do PSD, presente na sessão de ontem, mais apontou. Pedro Machado considerou o gesto «um arrojo» e «um momento em que se faz história». Realçando que o PSD não defende as quotas como forma de permitir que as mulheres ocupem o seu lugar na política, o presidente da Distrital diz que este é «um sinal muito claro que de o PSD acredita num papel diferente para a mulher». O líder laranja definiu a candidatura de Sónia Vidal como «a ruptura com o presente e a consolidação para o futuro» e mostrou-se «profundamente convicto» na vitória. O entusiasmo é partilhado por Sónia Vidal que diz: «parto já confiante na vitória».


Europeias vão “marcar o ritmo
para o melhor e para o pior


Na sessão de ontem em Soure esteve também presente o candidato do PSD às eleições europeias por Coimbra, João Paulo Barbosa de Melo.
O social-democrata quis demonstrar que, apesar da ideia de que «a Europa é lá longe», entra «todos os dias na nossa vida», até porque, exemplificou, «todos andamos atrás dos subsídios». O candidato defendeu que as europeias, que se realizam a 7 de Junho, são muito importantes em termos nacionais e autárquicos porque «vão marcar o ritmo deste ano para o melhor e para o pior nas eleições autárquicas e legislativas».

Barbosa de Melo explicou que no Parlamento Europeu «o equilíbrio tende para o Partido Popular Europeu onde está integrado o PSD», e que importa manter a maioria, pelo que apelou ao empenho dos militantes e simpatizantes do partido, já que, acredita, «daqui decorre ou pode decorrer o equilíbrio de forças».


In Diário de Coimbra
by Sofia Piçarra

Sónia Vidal é a candidata do PSD à Câmara Municipal

. quarta-feira, 6 de maio de 2009
1 comentários

É considerada uma «mulher de coragem», com uma força muito especial e uma «grande vontade de vencer». Falamos de Sónia Vidal, de 37 anos, licenciada em Geografia e candidata pelo PSD à Câmara Municipal de Soure. O facto de se disponibilizar para um “embate” com «um dinossauro como João Gouveia» é, só por si, no entender de Pedro Machado, um reconhecimento claro da «sua coragem» e o presidente da Comissão Política Distrital do PSD não poupa elogios à postura da candidata.

O nome de Sónia Vidal foi aprovado na reunião de segunda--feira da Comissão Política Distrital do PSD, depois de, na passada terça-feira, ter colhido a unanimidade dos membros da Comissão Política Concelhia do PSD de Soure. Victor Espírito Santo, responsável da estrutura local do partido, sublinha a coragem de Sónia Vidal, pois «neste concelho não é fácil», afirma, recordando os tempos difíceis que o PSD viveu nos períodos que antecederam a candidatura de João Gouveia (pelo PSD). Mas, sobretudo, o presidente da concelhia de Soure destaca a «determinação ganhadora» que Sónia Vidal personifica. «Com a sua postura e com as suas ideias, criou um consenso em torno da sua candidatura», refere, elogiando a mobilização que Sónia Vidal tem vindo a criar em seu redor, bem como as suas ideias para o concelho, particularmente no que se refere a duas áreas que entende prioritárias para o desenvolvimento e que se prendem com o apoio e formação para a terceira idade e ainda na requalificação urbana.

«Estamos determinados a sair vitoriosos, sobretudo pela postura e pela forma de pensar e fazer política», sublinha Victor Espírito Santo, apontando para uma marca de diferença que o PSD pretende imprimir nas próximas autárquicas no concelho de Soure. «Verticalidade e dignidade» são, de resto, as “palavras de ordem” que o líder concelhio de Soure atribui à candidatura de Sónia Vidal. «Tem uma nova vontade de mudar o rumo deste concelho», afirma, crítico relativamente aquilo que considera tem sido a forma «de fazer política em Soure» e que se aplica, também, à forma como se tem pautado a gestão do concelho, que considera «uma governação desinteressada pelo concelho».

«Estamos empenhados em vencer e vamos trabalhar para isso, com honestidade e verticalidade», diz ainda Victor Espírito Santo. Ainda com a equipa em fase de constituição, o líder concelhio enfatiza a postura de «credibilidade» que constitui a marca dominante do perfil desses elementos, «pessoas que têm as suas carreiras e estão empenhadas em ajudar o concelho, numa postura de servir», diz ainda.
Trata-se, no entender de Victor Espírito Santo, de um novo paradigma político que o PSD quer implementar em Soure. «Estamos a dar a cara por isso e vamos trabalhar nesse sentido, compete às pessoas decidir se querem este projecto ou mais do mesmo», diz ainda.

Candidatura
apresentada terça-feira


Sónia Vidal é professora do ensino secundário, dá aulas há alguns anos em Leiria, mas tem os “olhos postos” no concelho de Soure, onde vive com a família. O seu nome foi um dos que a Comissão Política Concelhia colocou “sobre a mesa” e sobre os quais tem vindo a trabalhar ao longo dos últimos dois/três meses. A aposta foi encontrar um candidato – uma candidata neste caso - com um perfil ganhador e Sónia Vidal conquistou, por mérito próprio, reconhece o líder do PSD local, esse espaço, «pela sua coragem, pela sua vontade de fazer, pelo desejo de mudar».

A apresentação da candidatura está marcada para a próxima terça-feira à noite e, na altura, Sónia Vidal vai dar a conhecer as linhas mestras do seu projecto para o futuro do concelho. Entretanto, o “trabalho de “formiga” que a concelhia tem vindo a desenvolver continua, desta feita orientado para as freguesias. Há vários nomes praticamente definidos, que Victor Espírito Santo se escusa, para já, a revelar, mas garante que se trata de candidatos fortes, com um perfil ganhador, que podem fazer tremer a hegemonia que o PS, primeiro por si e, nas últimas eleições, “sustentado” em João Gouveia, imprimiu ao concelho.

Sónia Vidal será a segunda mulher que o PSD apresenta como cabeça de lista às próximas autárquicas, uma vez que é dada como certa a recandidatura de Fátima Ramos, presidente da Câmara Municipal de Miranda do Corvo. Para além da candidatura de Sónia Vidal, em Soure, a Comissão Política Distrital aprovou, na reunião de segunda-feira à noite, também a candidatura de Filipe Soares à Câmara da Lousã.

In Diário de Coimbra
Escrito por Manuela Ventura

Soure: Sónia Vidal nas cogitações do PSD

. terça-feira, 5 de maio de 2009
0 comentários


Sónia Vidal, professora do ensino secundário, é a provável candidata com que o PSD procurará reconquistar a presidência da Câmara Municipal de Soure, disseram ao “Campeão” fontes partidárias.

“Trata-se de uma aposta numa figura que representa o contrário” do que o PSD sourense atribui ao presidente cessante da Câmara, João Gouveia, indicaram as mesmas fontes.

Bastião socialista durante anos, o município de Soure deu, pela primeira vez, um triunfo às hostes social-democratas em 1993 (ano da primeira vitória daquele autarca).

Reeleito, pelo PSD, em 1997 e em 2001, o edil foi reconduzido, em 2005, à cabeça de uma lista do Partido Socialista.

Desde Novembro de 2008, João Gouveia é membro do Secretariado da Federação de Coimbra do PS, sendo o único presidente de Câmara socialista do distrito com assento naquele órgão.


In Notícias do Centro
by CP

Josés de Soure em Montemor

. segunda-feira, 4 de maio de 2009
0 comentários




Mais de 50 Josés, oriundos do concelho de Soure, estiveram no dia do trabalhador, 1 de Maio, de visita a Montemor-o-Velho. O grupo onomástico “Os Josés de Soure” – GROJOS – foi recebido nos Paços do Concelho pelo presidente da Câmara, Luís Leal, e pelo presidente da Junta de Freguesia, António Pardal.

“A escolha de Montemor-o-Velho para esta visita e para a realização da nossa assembleia-geral não foi fruto do acaso”, revelou José Figueiredo, presidente do Grojos, relembrando que “ambos os concelhos são banhados pelo Mondego”. De acordo com o representante do grupo, esta “associação tem valores amplos” e está atenta às realidades sociais, culturais e ambientais.

Luís Leal saudou a iniciativa dos Josés de Soure que “reforça os laços de empatia e parceria que unem estes dois concelhos vizinhos”. Para o edil montemorense importa consolidar a parceria interterritorial de modo a garantir mais-valias globais, como é o caso das acessibilidades onde Montemor e Soure têm vindo a lutar por um nó de saída da A17 que beneficie a linha de fronteira de Montemor, Soure e Figueira da Foz e pela variante à EN341 e EN347 desde Pereira/Alfarelos à A14.

Os Josés de Soure visitaram ainda a Galeria Municipal, onde está patente a mostra de pintura de autoria de Luís Athouguia, “Uma Tempestade Imagética”, o centro histórico da vila e o castelo de Montemor. A assembleia-geral realizou-se na Carapinheira.

In Gabinete de Relações Públicas e Comunicação da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho

NOVOS TEMAS !!!

. domingo, 3 de maio de 2009
0 comentários

VISITE O NOSSO SITE EM:
.
.
Verifique e comente os novos temas na homepage
"Soure, o melhor e o pior..."
.
.
Carvalhos ao abandono...

.

Nova Gasolineira - Concorrência

.
Parque da Várzea - Requalificação


.

Nós por Cá, detectámos!


.

VISITE O NOSSO SITE EM:
.
WWW.VILA-DE-SOURE.COM
.
Verifique e comente os novos temas na homepage
"Soure, o melhor e o pior

Rastreio do cancro da mama

. sábado, 2 de maio de 2009
0 comentários




Informo que se encontra junto ao Centro de Saúde de Soure uma unidade móvel para rastreio do cancro da mama.
.
Se é uma senhora com idade compreendida entre 45 e 69 anos, não falte!
.
.
A PREVENÇÃO É A MELHOR ARMA PARA COMBATER O CANCRO

Jornal Preto no Branco

.
0 comentários


Jornal Preto no Branco - Destaques da edição de Maio de 2009:



» 12ª Semana do Livro e da Cultura decorre em Soure de 18 a 24 deste mês


» “Balbúrdia” em entrevista ao Preto no Branco

» Homem de Soure que morreu no mês passado em acidente de viação na EN 109 estava dado como desaparecido há mais de 30 anos


» Supermercado em Vila Nova de Anços assaltado

» Duas centenas de casos de incêndio em que houve suspeita de crime investigados no último ano e meio na nossa zona

» Festas em Honra do Divino Espírito Santo decorrem de 29 de Maio a 1 de Junho


Receba comodamente em sua casa um jornal de qualidade por apenas 10 Euros / Ano. Para mais informações dirija-se à Livraria Ecossoure ou ligue 239 507 334

Freguesia de Pombalinho promove gastronomia da Sicó

.
0 comentários


Algumas das especialidades gastronómicas da região da Sicó estarão em destaque na freguesia de Pombalinho (Soure). Trata-se de uma iniciativa do Centro Social da Malavenda e Cabeça da Corte.


O Centro Social da Malavenda e Cabeça da Corte, situado na freguesia de Pombalinho, promove o seu III Fim-de-semana Gastronómico nos dias 2 e 3 de Maio.

“Depois o êxito alcançado nas duas primeiras edições, a organização espera conseguir aumentar o número de visitantes, apostando numa gastronomia característica desta zona serrana”, refere uma nota da Câmara Municipal de Soure.

Os visitantes poderão saborear a Sopa Serrana, o Cabrito/borrego assado no forno com batatinhas salteadas e arroz de miúdos, a Chanfana, as Migas de Chícharos com bacalhau assado na brasa e o Entrecosto em vinho d´alhos, para além outros produtos endógenos.


Quanto à animação, no domingo, dia3, pelas 16:30 horas, actuará o Rancho Folclórico da Ribeira da Mata.
.
In Notícias do Centro

INICIATIVAS EM SOURE

. quinta-feira, 30 de abril de 2009
0 comentários







Quer saber mais pormenores?
Visite a nossa secção "INCIATIVAS"

NOITES SOURENSES É AQUI...

.
0 comentários


ENVIEM SUGESTÕES DO QUE GOSTARIA DE VER NESTE ESPAÇO!

www.soure-jovem.blogspot.com

Ao som de: Orbital




/>

Apoio domiciliário dá resposta às necessidades dos mais velhos

. quarta-feira, 29 de abril de 2009
0 comentários


MARIA DA SAUDADE DUARTE lidera a mais recente IPSS de Soure
.
.
.
Tapéus deixou de ser a única freguesia do concelho de Soure
a não ter uma IPSS para responder às carências sociais
.


■ Maria da Saudade Duarte, directora técnica e presidente da direcção da ADESTA, com sede em Tapéus, Soure, afirmou ao nosso jornal que esta IPSS «está em plena actividade e com gran- de dinamismo, satisfazendo as necessidades dos seus utentes e estabelecendo uma relação de proximidade».


«O crescente aumento do número de idosos em apoio domiciliário vai ao encontro do conhecimento que inicialmente tínhamos da zona e que justifi- cou a criação deste serviço», explicou.


Tapéus era a única freguesia do concelho de Soure que não dispunha de qualquer equipa- mento social, por isso «parece-nos importante a colaboração de todos para continuar a implementar todas as actividades da associação», referiu ao nosso jornal a presidente da Associação de Desenvolvimento Social, Cultural e Desportivo da Freguesia de Tapéus.


Foi em finais de 2008 que esta IPSS (Instituição Particular de Solidariedade Social) iniciou o Serviço de Apoio a Idosos, em instalações provisórias cedidas pela junta de freguesia local.


«Na área dos idosos, a ADESTA iniciou em Novembro passado o Serviço de Apoio Domiciliário, em que são prestados cuidados individualizados e personalizados no domicílio a indivíduos e famílias que precisam de satisfazer as suas necessidades básicas para a sua vida diária. No primeiro mês a associação deu apoio a oito idosos», contou Maria da Saudade Duarte, acrescentando que actualmente, e após cinco meses de funcionamento, são já apoiados 19.


Entretanto, em Janeiro de 2009, esta entidade estabeleceu um protocolo com a Câmara Municipal de Soure para a alimentação de 38 crianças da Escola Básica e Jardim-de-Infância de Tapéus.


Na totalidade a associação fornece, diariamente, cerca de 68 refeições. «Podemos concluir que a ADESTA está em plena actividade, com grande dinamismo, satisfazendo as necessidades dos seus utentes e estabelecendo uma relação de proximidade», afirmou, observando que «o crescente aumento do número de idosos em apoio domiciliário vai ao encontro do conhecimento que inicialmente tínhamos da zona e que justificou a criação deste serviço».


Refira-se que a ADESTA, para desenvolver as suas acções, conta actualmente com o apoio da Segurança Social, do município de Soure e da freguesia de Tapéus.


No entanto, segundo a presidente, e apesar de toda esta colaboração,«estamos com algumas dificuldades financeiras, mas, esperamos durante o ano de 2009 poder ter mais apoio da Segurança Social», nomeadamente, «no Serviço de Apoio Domiciliário (aumento do Protocolo) e um maior apoio da Junta de Freguesia de Tapéus».
.
Escrito por Gil Alves (Director do Jornal "Preto no Branco")
In Diário de Coimbra