Sete pescadores de meixão constituídos arguidos

. quarta-feira, 29 de abril de 2009
  • Agregar a Technorati
  • Agregar a Del.icio.us
  • Agregar a DiggIt!
  • Agregar a Yahoo!
  • Agregar a Google
  • Agregar a Meneame
  • Agregar a Furl
  • Agregar a Reddit
  • Agregar a Magnolia
  • Agregar a Blinklist
  • Agregar a Blogmarks


Sete homens suspeitos de pesca ilegal de meixão foram identificados e constituídos arguidos pela GNR, no âmbito de uma operação que permitiu a apreensão de 27 quilos de meixão, cinco embarcações, três viaturas, 22 redes e seis crivos, tudo num valor que ronda os 66 mil euros. ~


A operação, levada a cabo por uma centena de militares do destacamento de Controlo Costeiro da Figueira da Foz da GNR, começou ontem de manhã, aproveitando a subida da maré, e só vai terminar no domingo à tarde.


No primeiro dia foram realizadas sete buscas nas zonas de Ereira e Soure, que visavam combater a pesca ilegal de meixão – espécie protegida e comercializada a 500 euros o quilo – no rio Mondego, bem como apreender os meios utilizados naquela actividade.



In Correio da Manhã