Incêndios ocupam bombeiros desde a madrugada

. segunda-feira, 22 de junho de 2009
  • Agregar a Technorati
  • Agregar a Del.icio.us
  • Agregar a DiggIt!
  • Agregar a Yahoo!
  • Agregar a Google
  • Agregar a Meneame
  • Agregar a Furl
  • Agregar a Reddit
  • Agregar a Magnolia
  • Agregar a Blinklist
  • Agregar a Blogmarks

Os incêndios que deflagraram, ontem, na zona Centro, não deram descanso aos bombeiros.

O primeiro surgiu logo de madrugada, eram 6.00 horas, e consumiu cerca de 100 metros quadrados de pinhal e eucaliptal, no lugar de Tola, em S. Miguel, freguesia de Penela. O combate às chamas, de origem desconhecida, durou duas horas, disse, ao JN, uma fonte da corporação local.

O incêndio de Penela envolveu sete elementos, com duas viaturas. Mas aquele que deflagrou, perto das 15 horas, num eucaliptal de Quinta do Seminário, lugar de Vinha da Rainha, no concelho de Soure, obrigou a uma mobilização de meios bem superior: 37 bombeiros voluntários de Soure, Montemor-o-Velho, Pombal e Figueira da Foz, apoiados por mais de uma dezena de viaturas, incluindo dois meios aéreos, oriundos de Pombal e Cernache (Coimbra). Entrou em fase de rescaldo pouco depois das 16.30, informou fonte da corporação local.

Enquanto o incêndio de Soure era controlado, começava outro, numa área de eucaliptos e mato, no lugar de Lendiosa, em Casal Comba, freguesia da Mealhada. O alarme soou cinco minutos antes das 16.00 horas. Foi circunscrito por 30 bombeiros da Mealhada e de Pampilhosa do Botão, auxiliados por sete viaturas, segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Aveiro. As causas são desconhecidas.

In Jornal de Notícias
by CARINA FONSECA