Inauguração da Substação em Soure

. terça-feira, 27 de janeiro de 2009
0 comentários

video

AMBIENTE

. segunda-feira, 26 de janeiro de 2009
0 comentários

Bom Dia !

Venho por este meio, informar com toda a nossa satisfação que os residuos abandonados na Granja do Ulmmeiro (No post http://www.vila-de-soure.com/2008/09/mais-uma-lixeira.html)poderá ter para já o fim à vista.
.
A GNR - SEPNA entrou em contacto com os blogues Saurium dizendo que confirmaram os factos denunciados por nós.
.
Já entraram em contacto com a Junta de Freguesia da Granja do Ulmeiro e vão tomar de momento todos os procedimentos possíveis para apurar responsabilidades.
.
Faço votos para que tudo se resolva !
.
Cumprimentos sourenses

As nossas história comemora 150 anos no Brasil !!!

. terça-feira, 20 de janeiro de 2009
0 comentários

Soure, na Ilha do Marajó, estará comemorando, no próximo dia 20, terça, 150 anos de emancipação política e a Prefeitura do Município estará envolvendo a população local numa grande programação com shows musicais, competições esportivas e muito folclore.

Conhecida como a “capital do búfalo”, Soure ostenta a condição de possuir uma das melhores estruturas para o turismo na ilha do Marajó e a que reúne o maior acervo de atrativos culturais e naturais para motivar este ramo de comercio, uma das bases produtivas que aquecem a economia local ao lado da pesca e da pecuária.

Soure, antes vila, foi elevado a esta categoria pelo seu fundador Francisco Xavier de Mendonça Furtado, irmão do Marques de Pombal, no ano de 1757, fazendo, então parte da Comarca de Monsarás. Somente em 1858 o Conselho da Província do Pará determinou que a Câmara de Monsarás marcasse a eleição para a nova Câmara de Soure que ocorreu logo no primeiro mês do ano seguinte e, assim, em 20 de janeiro de 1859 foi efetuada a instalação definitiva do, agora Município de Soure.

A região onde está o município era habitada antes pelos índios maruanazes e mundis, pertencentes a tribo dos aruás. Estas tribos desapareceram da região deixando como legado um acervo cultural que hoje é uma das marcas mais fortes do povo marajoara, onde a cerâmica e seus detalhes iconográficos estão por toda parte. O carimbo, outro legado deixado pelos antepassados é mais um forte componente do cenário de identidade cultural de Soure no contexto do estado do Pará, pois é lá que está o berço do famoso lundu marajoara, surgido em uma das inúmeras fazendas que cercam a cidade e ocupam grande parte do território do município, chegando até a contra costa da ilha. Vários grupos locais especializaram-se na apresentação de shows de carimbo nos principais hotéis e pousadas da cidade, inclusive com muitas viagens no currículo para outras cidades brasileiras e até para o exterior, entre eles destacam-se os trabalhos do Cruzeirinho, Eco Marajoara e Aruãs.

Monforte e Menino Deus foram os nomes anteriores de Soure que recebeu esta denominação numa alusão a Saurium, uma antiga vila de Concilia, do Distrito de Coimbra, em Portugal, terra natal dos colonizadores da região, onde era muito comum uma espécie de jacaré chamado sáurio. Como em Menino Deus perceberam que tinham muitos jacarés também, resolveram apelidar a vila de sáurio, ficando depois, finalmente, Soure.

A organização espacial de Soure foi projetada pelo arquiteto Aarão Leal de Carvalho Reis, o mesmo que planejou Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. Suas ruas largas e sombreadas por mangueiras formam mais um atrativo da cidade e ajudam a manter o ambiente sempre ventilado e agradável. Como em Nova York, a cidade também tem uma Quinta Avenida, alias assim são identificadas as ruas e travessas da cidade, por números.

Entre os muitos atrativos destacam-se as praias de Pesqueiro, Barra Velha e Araruna, centro de artesanato Pretinho da Bacabeira, as fazendas com forte apelo da vida típica do homem marajoara e os búfalos são encontrados por todos os lados mesclando-se com a presença dos moradores e visitantes de maneira harmônica e curiosa.

Para a festa destes 150 anos, o Prefeito João Luiz Melo resolveu acionar toda sua equipe para promove uma grande festa que conduzam os moradores locais a valorizar sua cultura, resgatar e sentir orgulho de sua história e envolverem-se na nova proposta de desenvolvimento com a participação popular. Com isso ele pretende mover a auto estima da população e assim proporcionar condições mais propicias para o desenvolvimento do município com a participação efetiva de cada morador.

De Belém vão as bandas Orlando Pereira e Toninho e Banda e o cantor Nelsinho Rodrigues, de Soure participam da programação Gilmara, Paulo Cassiano, Quinteto Mar de Luz, Explosão Melody e Frank Junior, bandas de rock e grupos de dança de rua. Os poetas do Clube do Escritor Marajoara realizarão um recital de poesias e vários grupos folclóricos estarão se apresentando no anfiteatro da Praça da independência. A Praia do Pesqueiro será o palco das competições da luta marajoara e o Posto de Fomento é o local onde vão ocorrer as corridas de cavalos e búfalos.

A programação do aniversário estará sendo iniciada as primeiras horas do dia 20, terça, e vai até a madrugada de domingo, mas para o prefeito o ano todo será alusivo ao 150º aniversário e para isso todas as ações estarão sendo direcionadas para presentear a cidade com muitas obras e ações que beneficiem a população.

By Dário Barbosa

Agência do Crédito Agrícola assaltada em Soure

.
0 comentários


Pouco passava das 9 da manhã quando dois homens encapuzados entraram na agência bancária. "Estavam clientes na agência mas não houve violência física nem danos. Não sabemos ainda o valor que foi roubado", disse a fonte da GNR. Apesar de existir algum movimento no exterior na rua, apenas os quatro funcionários e três clientes que estavam dentro do banco se aperceberam do que aconteceu. Os assaltantes terão estado cerca de 5 minutos no interior da agência. Um deles vigiou clientes e funcionários, que manteve encostados a uma parede sob ameaça de uma caçadeira de canos serrados. Na rua, uma viatura aguardava os dois assaltantes que rapidamente se colocaram em fuga. O caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária.
.
In Lusa

Soure: Agência do Crédito Agrícola foi assaltada

.
0 comentários

A dependência do Crédito Agrícola de Soure, Coimbra, foi hoje assaltada por dois homens encapuzados, armados com uma caçadeira de canos serrados, que fugiram com uma quantia indeterminada de dinheiro, disse fonte da GNR.
.
«Estavam clientes na agência mas não houve violência física nem danos. Não sabemos ainda o valor que foi roubado», disse a fonte da GNR.
.
Consumado o assalto, ocorrido cerca das 09:00, os dois homens fugiram numa viatura ligeira do local, uma avenida situada na zona sul da vila.
A investigação do caso foi entregue à Polícia Judiciária.
.
In Diário Digital

Alunos contra falta de aulas

.
0 comentários


Os alunos de um curso profissional da Escola Secundária de Soure estão indignados por não terem professor a uma disciplina desde o início do ano lectivo, em Setembro. Queixam-se de que já no ano passado só tiveram aulas de Práticas de Electromecânica no 3º período e receiam que agora "aconteça o mesmo".
.
A turma é constituída por 12 alunos, com idades entre os 17 e 22 anos, que frequentam o último ano do Curso de Manutenção Industrial Electromecânica. "Se o professor chegar muito tarde e não conseguirmos dar todos os módulos ainda temos de voltar à escola no próximo ano. Um curso que deveria ser de três anos, fazemo-lo em quatro", lamentou ontem André Gonçalves, um dos estudantes. "Não estamos para fazer um 13º ano!", reclamou outro.
.
A vice-presidente do conselho executivo da escola, Natália Costa, garantiu que o professor chega até ao final desta semana. "Vão ser compensados. As horas vão ser todas dadas. Não precisam de um 13º ano", afirmou a responsável, acrescentando que estes estudantes irão ter aulas durante as interrupções lectivas.
.
"Já no ano passado, por o professor só ter chegado em Abril, demos apenas dois dos quatro módulos planeados", reclama João Marques, delegado de turma, presumindo que alguns tenham de passar para depois do estágio. "Vamos começar a estagiar em Abril e ainda não sabemos como vai ser", lamentam os estudantes da escola de Soure.
.
In Correio da Manhã
by Paula Gonçalves

Professores insistem na suspensão da avaliação

. terça-feira, 13 de janeiro de 2009
0 comentários

Presidentes dos conselhos executivos de 139 escolas do país vão pedir a suspensão do processo de avaliação de professores.

A conclusão saiu esta tarde de um almoço que durou mais de seis horas e que juntou em Santarém os principais presidentes de órgãos de gestão das escolas.João Ramos Pereira, presidente do agrupamento de escolas de Soure, em Coimbra, explica o documento que está a ser preparado para enviar a Maria de Lurdes Rodrigues.“Vamos solicitar à senhora ministra a suspensão deste modelo – mesmo simplificado – porque entendemos que tem algumas deficiências na sua aplicação e cria algumas dificuldades”, disse.No encontro de hoje foi ainda debatida a demissão em bloco dos presidentes de conselhos executivos, uma hipótese que ficou em aberto.
.
In Rádio Renascença
CC/Cristina Nascimento

Novas oportunidades de investimento para o Concelho de Soure.

. quinta-feira, 8 de janeiro de 2009
0 comentários


Em representação da Terras de Sicó – Associação de Desenvolvimento, o Engº Paulo Júlio e o Engº Narciso Mota, respectivamente Presidente e Secretário da Direcção assinaram ontem, em Castelo Branco, o Protocolo de Articulação Funcional com a Autoridade de Gestão do PRODER para a gestão do Subprograma 3, acto esse presidido pelo Sr. Ministro da Agricultura do Desenvolvimento Rural e das Pescas, Dr. Jaime Silva.


O GAL Terras de Sicó – Grupo de Acção Local, irá gerir técnica e financeiramente todas as medidas do Subprograma 3 para o seu território de intervenção, onde está inserido o concelho de Soure, tendo-lhe sido atribuída uma dotação financeira de 7 905 668,17 Euros no que respeita a despesa pública (80% provém do FEADER e 20% do Orçamento de Estado), prevendo-se na sua Estratégia Local de Desenvolvimento - ELD, um investimento global de 14 058 359 Euros.


EXPOSIÇÃO DE PRESÉPIOS

.
0 comentários







No dia 13 de Dezembro, pelas 15h00, no MUSEU MUNICIPAL DE SOURE, foi inaugurada a EXPOSIÇÃO DE PRESÉPIOS, totalmente construídos por utentes das IPSS´s do Concelho.

Participaram 11 IPSS´s do Concelho com um total de 23 presépios extremamente criativos, construídos com o mais diversificado tipo de materiais.Esta iniciativa pretende assinalar a Quadra Natalícia, através de trabalhos, cuja execução contribuiu para a ocupação saudável e criativa de muitos idosos do Concelho.A Exposição estará patente ao público até ao dia 31 de Janeiro de 2009.

EXPOSIÇÃO DIREITOS HUMANOS E MULTICULTURALISMO

.
0 comentários


Está patente, até ao dia 31 de Janeiro, no átrio da Câmara Municipal, a Exposição Direitos Humanos e Multiculturalismo.


Esta Exposição Colectiva, apoiada pela Autarquia, constituída por trabalhos de alunos do Agrupamento de Escolas de Soure, no âmbito das Bibliotecas Escolares, pretende assinalar o Dia Internacional dos Direitos Humanos e sensibilizar alunos e a Comunidade em geral para o Direito à Igualdade, para o respeito pelo outro e, naturalmente, para a defesa dos Direitos Humanos.


O público poderá apreciar diferentes estruturas tridimensionais que simbolizam meninos e meninas de todas as cores, que traduzem o Multiculturalismo.


MUNICÍPIO DE SOURE APROVA TAXA DE IMI PARA 2009

.
0 comentários


A proposta apresentada por João Gouveia, Presidente da Câmara de Soure, na reunião de Câmara de 29 de Setembro, foi aprovada por unanimidade, mantendo-se assim, a significativa baixa de impostos já verificada em 2008.


Com efeito, concretamente, o IMI - Imposto Municipal sobre Imóveis -, para os prédios urbanos avaliados nos termos do novo código continua em 4% e sobre os demais prédios urbanos em 7%.


De acordo com João Gouveia, trata-se de dar uma resposta efectiva a uma ambiência Macroeconómica e Social, que continua, ainda, difícil, para as famílias em geral.


Esta proposta resultou, mais uma vez, da actividade de um Grupo de Trabalho constituído para o efeito, integrando vereadores e deputados municipais.


Observe-se, que para além da fixação das taxas atrás referidas. A proposta aprovada manteve o recurso à fiscalidade como instrumento de influência efectiva na política social e urbana.


Assim, os prédios urbanos na Freguesia de Pombalinho continuarão a ter uma redução de 15%; os prédios urbanos da Zona Histórica de Soure uma redução de 15%; os prédios urbanos arrendados para fins habitacionais uma redução de 10%; os prédios urbanos degradados um aumento de 15%; também, pela segunda vez os prédios rústicos com área florestal em situação de abandono, 50% de aumento, dados os riscos de ignição e propagação de incêndios no seu interior e nos confinantes.


Crédito Agrícola financia municípios de Pombal e Soure

.
0 comentários


A Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Pombal vai financiar em cerca de 4,8 milhões de euros os municípios de Pombal e Soure. Os empréstimos foram aprovados pelas respectivas assembleias municipais


Os municípios de Pombal e Soure estão autorizados pelas respectivas assembleias municipais a contrair empréstimos bancários na ordem dos 4,8 milhões junto da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Pombal, entidade que apresentou as melhores condições de financiamento.

No caso de Pombal, o executivo de maioria social-democrata liderado por Narciso Mota pretende contrair um empréstimo de cerca de 2,9 milhões de euros, valor que se destina sobretudo à construção de novos centros escolares no concelho.

Segundo a proposta cerca de 1,8 milhões de euros do dinheiro visa custear as obras dos complexos escolares de Vieirinhos, Redinha, Fonte Nova, Albergaria dos Doze e Abiúl. Para a edilidade, trata-se de assegurar 30 por cento do valor-base das empreitadas destas obras, que totalizam seis milhões de euros, cujo financiamento foi aprovado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.


Por outro lado, o empréstimo vai permitir ainda pagar os trabalhos a executar no decurso do próximo ano no centro escolar de Carnide, estimados em 585 mil euros, e a reparação do túnel da Ribeira Quente, no valor de 553 mil euros.

Por sua vez, a Câmara Municipal de Soure recorre à banca para contrair um empréstimo de 1,9 milhões de euros. O objectivo é candidatar-se ao Programa de Regularização Extraordinária de Dívidas do Estado, e pagar a credores privados.

Segundo o presidente da autarquia, João Gouveia, o município “não deve deixar de aproveitar” a situação proporcionada pelo Governo, pagando aos credores e transferindo a dívida para a banca, “com um plano económico vantajoso”.

O Governo, através do Conselho de Ministros, aprovou no final de Novembro, o Programa de Regularização Extraordinária de Dívidas ao Estado, que prevê um conjunto de medidas para pagar a credores privados dívidas vencidas dos serviços e organismos da administração directa e indirecta do Estado, das regiões autónomas e dos municípios.

Em 22 de Dezembro a situação financeira do Município apresentava uma dívida global de 11,6 milhões de euros, dos quais 3,5 milhões era a credores e 8,1 milhões à banca.

In Notícias do Centro

Qualidade de vida

.
0 comentários

Castanheira de Pera lidera o ranking dos municípios do Norte do distrito de Leiria com melhor qualidade de vida, segundo um estudo da Universidade da Beira Interior. Pedrógão Grande está em último.

Um estudo sobre a qualidade de vida nos municípios portugueses revela que Castanheira de Pera lidera o ranking no Norte do distrito de Leiria, seguindo-se Pombal e Ansião. Alvaiázere, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande situam-se nas últimas posições. O estudo, refere-se a 2007 e foi desenvolvido pelo Observatório para o Desenvolvimento Económico e Social da Universidade da Beira Interior.
.
De acordo com os seus autores, José Pires Manso e Nuno Miguel Simões, com o trabalho “se pretende alcançar uma medida única que permita dar-nos a posição relativa no ranking do bem-estar dos municípios portugueses de um dado concelho em particular, medida essa que deve ter na devida conta as centenas de variáveis que influenciam o bem-estar, desde variáveis quantitativas como o PIB ou o consumo até variáveis qualitativas como a disponibilidade de bens culturais e outros de difícil medição”.
.
Ainda, segundo aqueles catedráticos, o estudo da Qualidade de Vida “deve ser cada vez mais um instrumento que permita idealizar políticas e delinear acções que promovam o aumento dessa mesma qualidade de vida nas populações”. “Para tal, é necessário que esses estudos acompanhem a evolução quer das necessidades das pessoas quer do conjunto de componentes que envolvem o dia-a-dia de uma população”, acrescentam.
.
Na opinião de Pires Manso e Nuno Simões, “dimensões como as condições materiais, aspectos culturais, aspectos psicológicos, aspectos ambientais, entre outros, devem ser tidas em linha de conta na hora de se medir a qualidade de vida” e adiantam que “a economia e as ciências humanas têm avançado na investigação sobre este tema procurando abranger, através de diferentes abordagens, o maior número de dimensões da qualidade de vida e, os seus desenvolvimentos teóricos e práticos devem ser tidos em conta quando se procuram elaborar políticas públicas com vista a aumentar a qualidade de vida das populações”.
.
No ranking elaborado pelo estudo, e relativamente aos concelhos do Norte do distrito de Leiria, Castanheira de Pera surge na 74ª posição, seguindo de Pombal (127ª) e Ansião (144ª). Já Alvaiázere surge em 198º logo seguido por Figueiró dos Vinhos (199º). O município de Pedrógão Grande surge em 220ª posição.
.
No que diz respeito ao Sul do distrito de Coimbra, Figueira da Foz surge em 42º lugar, Penela em 149º e Soure na 180ª posição.
.
In Notícias do Centro